Automóvel

Trabalhadores da Autoeuropa satisfeitos com novos horários

Autoeuropa. Fotografia: Nuno Pinto Fernandes / Global Imagens
Autoeuropa. Fotografia: Nuno Pinto Fernandes / Global Imagens

Além da compensação financeira pelo trabalho aos sábados e domingos, os trabalhadores continuam a gozar duas folgas por semana.

Os trabalhadores da Autoeuropa estão satisfeitos com os novos horários de trabalho de 19 turnos por semana e não tem havido quaisquer sinais de descontentamento, garantiu esta terça-feira à agência Lusa o coordenador da Comissão de Trabalhadores, Fausto Dionísio.

“Os trabalhadores da Autoeuropa preferem estes novos horários, de 19 turnos por semana, aos anteriores, de 17 turnos”, disse Fausto Dionísio, assegurando que a Comissão de Trabalhadores não tem conhecimento de eventuais sinais de descontentamento.

Além da compensação financeira pelo trabalho aos sábados e domingos, remunerado a 100%, os trabalhadores da Autoeuropa continuam a gozar duas folgas por semana, incluindo dois fins de semana completos todos os meses.

Segundo revelou o jornal Eco, em reunião com a administração da empresa os sindicatos terão tentado que fosse fixado um prazo para a vigência do horário atual, mas a administração manifestou a intenção de manter o esquema de 19 turnos por semana enquanto se mantiver o ritmo de produção dos últimos meses.

A fábrica de automóveis do grupo Volkswagen em Palmela implementou os novos horários de laboração contínua para dar resposta ao elevado volume de produção do T-Roc, o novo veículo produzido na Autoeuropa desde meados do ano passado.

Em declarações à agência Lusa, o coordenador da Comissão de Trabalhadores, Fausto Dionísio, confirmou também a informação avançada por alguns órgãos de comunicação social da área económica, sobre o prolongamento da produção do Volkswagen Sharan por mais dois anos.

A produção do monovolume Volkswagen Sharan deveria ser descontinuada em 2020, mas a Volkswagen decidiu continuar a fabricar este veículo até 2022, prevendo-se que a produção vá sendo ajustada em função das encomendas.

A agência Lusa tentou ouvir a administração da fábrica de Palmela mas ainda não foi possível.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Taça Portugal - Benfica vs Sporting

Benfica encaixa 50 milhões. SAD fala em “capacidade acrescida de tesouraria”

A ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva ,à chegada para a reunião da Comissão Permanente de Concertação Social, em Lisboa, 26 de fevereiro de 2020. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Governo mantém todas as restrições na Grande Lisboa por mais 15 dias

Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, (MIGUEL A. LOPES/LUSA)

Governo exige que Bélgica retire Alentejo e Algarve de zonas arriscadas

Trabalhadores da Autoeuropa satisfeitos com novos horários