greve

Trabalhadores do Pingo Doce concentram-se terça-feira à porta da sede, em Lisboa

Fotografia: Miguel Silva/Global Imagens
Fotografia: Miguel Silva/Global Imagens

Os trabalhadores do Pingo Doce vão concentrar-se na terça-feira à porta da sede da empresa pela resposta aos cadernos reivindicativos.

Os trabalhadores do Pingo Doce, cadeia de supermercados da Jerónimo Martins, vão concentrar-se na terça-feira à porta da sede da empresa pela resposta aos cadernos reivindicativos, disse hoje à Lusa a dirigente do CESP Isabel Camarinha.

No âmbito da quinzena de luta dos trabalhadores nas empresas de grande distribuição, foi emitido um pré-aviso de greve de 24 horas para os funcionários dos supermercados Pingo Doce para terça-feira, de acordo com o CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritório e Serviços de Portugal.

“Apresentámos um caderno reivindicativo ao qual a empresa ainda não deu resposta”, adiantou a sindicalista, referindo ainda como razões o facto de os aumentos atribuídos aos trabalhadores da cadeia de supermercados da Jerónimo Martins “não terem sido aplicados a todos”, considerando tratar-se de “discriminação”.

Além disso, “mantém-se uma situação de desrespeito completo pelos horários de trabalhos”, prosseguiu, salientando haver “muito descontentamento” no seio do Pingo Doce.

Por outro lado, sendo o Pingo Doce a liderar a APED – Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição, tem nas mãos o contrato coletivo de trabalho, que ainda não viu a luz do dia.

Isabel Camarinha sublinhou também que “todos os trabalhadores” do setor da grande distribuição “vão estar em greve no 1.º de Maio”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (C), acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina (D), pelo ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Campos Fernandes (E), após o ato público de assinatura dos contratos para a redução tarifária nos transportes públicos na área metropolitana de Lisboa, na Gare do Oriente, em Lisboa, 18 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Cinco regiões só terão passes mais baratos em maio

REUTERS/Rafael Marchante

CTT propõe aumentos até 0,4%. CEO recupera 25% do salário

fake-1909821_1920

Fake news. Portugal no top 10 da UE com mais contas bloqueadas pela Google

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Trabalhadores do Pingo Doce concentram-se terça-feira à porta da sede, em Lisboa