Resultados

Empresa de Braga dá meio salário de bónus aos 110 trabalhadores

GJPM distribui lucros por colaboradores

Trabalhadores recebem 50% do salário como prémio pelos resultados do Grupo José Pimenta Marques, medida que integra um plano de benefícios.

Funcionários felizes fazem empresas de sucesso. Esta é uma máxima cada vez mais adotada por várias lideranças, que acreditam que uma boa política de recursos humanos se traduz em resultados positivos para as organizações. Um desses exemplos é o Grupo José Pimenta Marques, de Braga, constituído por 12 empresas que vão desde o ramo da produção à comercialização de equipamentos de pesagem.

Em 2017, o grupo atingiu um volume de negócios de 16 milhões de euros e decidiu distribuir os lucros pelos 110 trabalhadores. Cada um recebeu como prémio 50% do valor do seu vencimento, sendo que a média salarial é de 1500 euros mensais, à exceção do setor de produção que aufere cerca de 700 euros.

“Por um lado permite associar a remuneração à performance da empresa. De futuro, se as coisas não correrem tão bem, se houver um ano menos bom, os colaboradores também serão informados disso, e não poderá haver uma distribuição tão grande de lucros. Se correr bem todos ganham com isso”, refere ao Dinheiro Vivo um representante do grupo, Tiago Marques Pereira.

Este gesto por parte da administração não é caso isolado e tem um propósito. “Depois dos anos de crise, começámos a sentir o problema oposto até então: falta de mão-de-obra. Já não existe tanta facilidade em fazer recrutamento, principalmente na área de Braga, e temos uma forte concorrência de startups e empresas vocacionadas para a tecnologia. Quando queremos contratar um engenheiro informático, por exemplo, sentimos alguma dificuldade”, explica o administrador.

De forma a dar a volta à situação, o Grupo José Pimenta Marques desenhou, no ano passado, um plano de benefícios que visa “a atração de mão-de-obra qualificada” e “a manutenção dos melhores recursos da empresa”. Para isso, foram implementadas várias medidas de incentivo aos trabalhadores. Alguns espaços da organização foram remodelados, foi introduzida a oferta de fruta na empresa bem como aulas semanais com um personal trainer. A natalidade também é presenteada com um prémio de 500 euros.

O grupo, que exporta mais de 80% da sua produção, para zonas como França, Espanha, norte de África, Bélgica, Áustria e América do Sul, prevê um crescimento de 10% para este ano, o que se deverá traduzir num volume de negócios à volta dos 17,5 milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Paschal Donohoe

Sucessor de Centeno: Irlandês Donohoe surpreende e bate espanhola Calviño

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Défice de 2020 vai ser revisto para 7%. Agrava previsão em 0,7 pontos

Comissário Europeu Valdis Dombrovskis. Foto: STEPHANIE LECOCQ / POOL / AFP)

Bruxelas acredita que apoio a empresas saudáveis estará disponível já este ano

Empresa de Braga dá meio salário de bónus aos 110 trabalhadores