Trabalho

Trabalhar doze horas por dia, seis dias por semana é “uma bênção”

Jack Ma, presidente executivo do grupo Alibaba. Fotografia: REUTERS/Stephane Mahe
Jack Ma, presidente executivo do grupo Alibaba. Fotografia: REUTERS/Stephane Mahe

Fundador do grupo chinês Alibaba defende gigante tecnológica não precisa "daqueles que trabalham confortavelmente durante oito horas".

O co-fundador do grupo Alibaba, Jack Ma, defende que trabalhar 12 horas por dia, seis dias por semana é “uma bênção” para a geração mais jovem. O multimilionário chinês juntou-se ao debate controverso sobre o equilíbrio entre a vida familiar e profissional, escreve a Bloomberg.

“Pessoalmente, penso que ter a possibilidade de trabalhar 996 é uma grande bênção”, disse Jack Ma, referindo-se ao horário das nove horas da manhã às nove horas da noite, seis dias por semana (996), numa mensagem dirigida aos funcionários da sua empresa. “Se trabalhas na Alibaba tens de estar pronto para trabalhar 12 horas por dia. De outra forma porque é que vieste para a Alibaba? Não precisamos daqueles que trabalham confortavelmente durante oito horas”, escreveu num chat da empresa na passada sexta-feira, de acordo com o The Guardian.

“Muitas empresas e muitas pessoas não têm a oportunidade de trabalhar 996. Se vocês não trabalham 996 quando são jovens, quando é que vão poder trabalhar 996?”, questionou. “Se encontrarmos um emprego do qual gostamos, o problema do 996 não existe, mas se não há essa paixão, qualquer minuto no trabalho é um tormento”.

A declaração do homem mais rico da China deu gás aos protestos nas redes sociais, onde alguns trabalhadores trocaram exemplos do excesso de trabalho suplementar a que eram sujeitos nas suas empresas.

A polémica gerada em torno das ideias de Jack Ma foi tal, que o fundador da gigante tecnológica esclareceu no domingo, que a decisão de trabalhar horas extra deve ser do trabalhador e nunca uma imposição das empresas.

A lei chinesa não permite que os funcionários trabalhem mais de oito horas por dia ou 40 horas por semana e o trabalho suplementar está restringido a 36 horas por mês. Ainda assim, antigos e atuais trabalhadores de empresas como a Huawei e a Pinduoduo garantem que tais leis são ignoradas com frequência.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
light-1208275_1280

Bruxelas diz sim: Governo pode baixar IVA da luz de 23 para 6%

António Mexia, CEO da EDP. (Fotografia: Sara Matos / Global Imagens)

EDP anuncia venda ativos renováveis no valor de 800 milhões

A presidente do Conselho das Finanças Públicas, Nazaré Costa Cabral. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA / LUSA

Conselho das Finanças elogia Centeno pelo “controlo das despesas”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Trabalhar doze horas por dia, seis dias por semana é “uma bênção”