Tratolixo. 25 anos celebram-se com "situação financeira equilibrada"

Empresa que gere os resíduos de Cascais, Oeiras, Mafra e Sintra teve "períodos muito difíceis" nos últimos anos, com uma dívida que chegou aos 16 ME

A Tratolixo, empresa que gere os resíduos de Cascais, Oeiras, Mafra e Sintra, assinala hoje 25 anos, com o seu presidente a anunciar uma "situação financeira finalmente equilibrada".

João Dias Coelho afirmou à agência Lusa que a empresa intermunicipal de capitais integralmente públicos - detida a 100% pela Associação de Municípios de Cascais, Mafra, Oeiras e Sintra para o Tratamento de Resíduos Sólidos - teve "períodos muito difíceis" ao longo dos últimos anos, com uma dívida que chegou a ser de 166 milhões de euros.

No entanto, e apesar de o passivo financeiro da Tratolixo ser ainda de 140 milhões de euros, João Dias Coelho apontou que "muita coisa está diferente agora" e foi resolvida grande parte da dívida a fornecedores.

Os segredos da estabilização, acrescentou, foram "rigor e reduções de custo" e um dos principais objetivos para o futuro é "manter o equilíbrio financeiro".

No ano em que comemora 25 anos, a Tratolixo vai também ver este ano inaugurado o Ecoparque da Abrunheira, em Mafra: "Vai ser inaugurado no próximo verão. Por isso, este será um ano especial".

O presidente da Tratolixo disse ainda que se tem registado uma redução de resíduos no sistema: "Já tivemos um registo anual de 500 mil toneladas e agora são 400 mil. Há menos produção de lixo, o que poderá estar relacionado com a redução de consumo, associado a um menor poder de compra."

Para o futuro, a aposta da empresa será a consolidação do sistema como um "sistema integrado entre todos os municípios e sistema aberto a cooperar com outros sistemas da Área Metropolitana de Lisboa".

Rentabilizar as estruturas disponíveis e ter um modelo técnico para uma "maior autonomia" em 2018 são outros dos objetivos.

A Tratolixo vai comemorar hoje o seu 25.º aniversário com um jantar no Mercado de Cascais, numa cerimónia em que estarão presidentes autarcas e o secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins.

Criada em 1991, a empresa abrange uma área geográfica de 753 quilómetros quadrados e presta serviço a uma população de cerca de 840 mil habitantes.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de