Tribunal afasta Berlusconi do parlamento durante dois anos

Silvio Berlusconi
Silvio Berlusconi

Um tribunal italiano ordenou hoje que o ex-primeiro-ministro italiano Sílvio Berlusconi seja afastado do parlamento durante dois anos, na sequência da condenação do político num caso de fraude fiscal, noticiam os media locais.

Berlusconi, de 77 anos, pode ainda recorrer da decisão, que terá de ser aprovada pelo Senado, onde Berlusconi tem assento parlamentar.

O Supremo Tribunal italiano recusou a 01 de agosto o segundo e último recurso de Berlusconi no caso de fraude fiscal, mas anunciou que um outro tribunal deveria decidir sobre a duração de um afastamento forçado do parlamento, que poderia ser de entre um e três anos.

Leia também: Berlusconi condenado a 7 anos de prisão no caso “Rubygate”

Hoje, a acusação pediu uma proibição de dois anos, o que foi aceite pelo coletivo de juízes. Esta decisão completa a condenação definitiva de Berlusconi, a primeira numa longa história de processos legais contra o magnata italiano. A decisão impede Berlusconi de votar e de concorrer à reeleição, mas o senado ainda terá de decidir quando isso acontece.

Condenado de forma definitiva em 1 de agosto por fraude fiscal no processo Mediaset a quatro anos de prisão — reduzidos para três anos devido a uma amnistia –, ‘Il Cavaliere’, como Berlusconi, 77 anos, é conhecido em Itália, não pode ser colocado em regime de detenção devido à sua idade. Como opção, teria de solicitar um regime de residência fixa ou trabalhos comunitários, pena que Berlusconi escolheu já este mês, mas que não deverá ser aplicada antes da primavera de 2014.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Foto: DR

IMI baixa para mais de 24 mil famílias que pediram reavaliação

António Mexia lidera a EDP desde 2005

António Mexia, CEO da EDP, ganhou 6.000 euros por dia em 2018

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Tribunal afasta Berlusconi do parlamento durante dois anos