mobilidade

Trotinetes na cidade dos estudantes. Lime chega em março a Coimbra

lime234

Coimbra é a terceira cidade com um sistema de partilha de partilha de trotinetes elétricas, depois de Faro e de Lisboa.

A Lime vai começar a partilhar trotinetes elétricas em Coimbra a partir de 1 de Março. A plataforma norte-americana vai pôr as trotinetes a circular na cidade dos estudantes, alargando as suas operações em Portugal. Esta expansão é possível graças a um protocolo que será assinado na quarta-feira com a câmara municipal de Coimbra, segundo uma nota de imprensa divulgada esta terça-feira.

“Nesta primeira fase, vamos ter entre 200 e 400 trotinetes em vários pontos da cidade de Coimbra, devidamente coordenados com a câmara municipal” adiantou ao Dinheiro Vivo o responsável de expansão da Lime, Nuno Inácio.

Este responsável nota que a expansão para a cidade dos estudantes começou a ser trabalhada há alguns meses. “Desde o final do ano passado que estamos em conversações com o município.”

A Lime adianta ainda ao Dinheiro Vivo que na fase inicial “não haverá em Coimbra uma patrulha para recolha e estacionamento de trotinetes mal colocadas”, ao contrário do que acontece em Lisboa desde há uma semana.

A patrulha da Lime, que funciona 24 horas por dia, foi criada depois de a Polícia Municipal ter recolhido várias trotinetes deste operador na Baixa da capital.

O anúncio de expansão da Lime foi feito 24 horas de os suecos da Voi terem anunciado a expansão do serviço de partilha de trotinetes eléctricas à cidade de Faro, com 100 veículos. Este operador também já está presente em Lisboa.

Atualmente, há seis empresas a partilhar trotinetes em Portugal: Lime, Hive, Voi, Tier, Bungo e Flash.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Alexandre Fonseca, presidente da Altice Portugal (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Altice sobre compra TVI. “Estado perdeu 200 milhões num ano”

Alexandre Fonseca, presidente da Altice Portugal (Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Altice sobre compra TVI. “Estado perdeu 200 milhões num ano”

Combustíveis

Petróleo sobe em flecha. “Não haverá impacto perturbador nas nossas algibeiras”

Outros conteúdos GMG
Trotinetes na cidade dos estudantes. Lime chega em março a Coimbra