Atividade turística

Turismo abranda e cresce abaixo dos dois dígitos até março

Fotografia: João Manuel Ribeiro/ Global Imagens.
Fotografia: João Manuel Ribeiro/ Global Imagens.

Nos primeiros três meses de 2017, Portugal recebeu 3,4 milhões de hóspedes, que corresponderam a 8,8 milhões de dormidas.

Entre janeiro e março deste ano, Portugal recebeu 3,4 milhões de turistas, que foram responsáveis por 8,8 milhões de dormidas no País. Os números refletem um crescimento de 6,7% e 5,6% face ao período homólogo, e continuam a dar um importante contributo para a criação de riqueza nacional. Mas, no período em que o PIB avançou 2,8%, o melhor ritmo de dez anos, o Turismo pesou menos.

Há um ano, o INE divulgava uma atividade turística de enorme força, com os hóspedes a crescerem 14,9% e as dormidas a avançarem 16%. Agora, o turismo cresce apenas a um dígito, numa altura em que a própria Comissão Europeia levanta dúvidas à perspetiva de crescimento desta atividade económica.

No primeiro trimestre deste ano, as dormidas do mercado interno decresceram 2%, e as de mercados externos avançaram 9%. Entre os principais países, os maiores aumentos ocorreram nos mercados brasileiro (60,9%), polaco (34,8%) e americano (28,7%), com crescimentos constantes de mês para mês.

Nos mercados tradicionais, os britânicos e alemães são os estrangeiros que mais estão a aumentar as suas vindas para Portugal (+5,7% e 5,6%). Por sua vez, os espanhóis travaram as visitas a Portugal em 21,5%.

Olhando apenas para março, o turismo praticamente estagnou. Foram recebidos 1,37 milhões de hóspedes, um crescimento de apenas 0,9%. Já as dormidas decresceram, penalizadas pela quebra de 9,9% no número de noites fora por residentes em Portugal. As dormidas de residentes no estrangeiro cresceram 3,7%, o que limitou o impacto. A estada média, e a taxa de ocupação também recuaram.

Por detrás destes valores está “o efeito do de calendário associado ao período da Páscoa que ocorreu, em 2016, em março, e em 2017, em abril”, revela o INE.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes. MÁRIO CRUZ/LUSA

Famílias ficam com um pouco mais de salário ao final do mês

Miguel Almeida, CEO da NOS

Comité de Ética da NOS vai ouvir os administradores envolvidos no Luanda Leaks

O Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, discursa durante a cerimónia de tomada de posse do XXII Governo Constitucional, liderado pelo secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 26 de outubro de 2019. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: É bem-vindo a Portugal todo o investimento no respeito da legalidade

Turismo abranda e cresce abaixo dos dois dígitos até março