Turismo de Portugal com linha de apoio a microempresas de 60 milhões

Turismo de Portugal lançou um conjunto de medidas para o turismo para tentar minorar o impacto da propagação do coronavírus sobre as empresas.

O Turismo de Portugal lançou um conjunto de medidas para tentar travar os efeitos duros que a chegada e propagação do novo coronavírus (Covid-19) está a ter sobre o setor em Portugal. A entidade liderada por Luís Araújo, em comunicado, indica vai lançar uma linha de apoio à tesouraria para microempresas de turismo, com uma dotação de 60 milhões de euros.

Uma parte do tecido empresarial do setor do turismo é constituído por microempresas, com poucos trabalhadores. Por isso, este apoio agora anunciado está vocacionado para empresas ou empresários em nome individual "com menos de 10 postos de trabalho e cujo volume de negócios anual ou balanço total anual não exceda os 2 milhões de euros, com atividade em território nacional e certificação PME".

O montante do apoio vai ser calculado com base no número de trabalhadores na empresa em fevereiro deste ano, "multiplicado por 750 euros por cada trabalhador e pelo período de três meses, até ao montante máximo de 20 mil euros por empresa. Este apoio não vence juros e é reembolsado no prazo de 3 anos, incluindo um período de carência de 12 meses".

O Turismo de Portugal explica que esta linha vai manter-se em vigor até ser alcançada a sua dotação orçamental (60 milhões). As firmas podem candidatar-se através de um formulário que vai estar disponível no portal Business do Turismo de Portugal dentro de dias.

A autoridade turística nacional vai ainda implementar, e com efeitos imediatos, a suspensão - por um período de um ano - dos reembolsos no âmbito "de projetos apoiados pelo Turismo de Portugal, com recurso a verbas próprias, no âmbito dos programas JESSICA, Linha de Apoio à Qualificação da Oferta (na parte do Turismo de Portugal) e Valorizar".

Além disso, vai reforçar as equipas de apoio às empresas e serviço de consultoria online. O Turismo de Portugal vai disponibilizar assim uma equipa de apoio técnico às empresas, num programa de consultoria online desenvolvido pelas Escolas do Turismo de Portugal. "Esta iniciativa envolve 60 formadores, disponíveis para ajudar a identificar medidas individualizadas para cada área de negócio (marketing, CRM, operacional, financeiro, etc.) e colaborar na sua implementação, contribuindo para minimizar o impacto dos planos de contingência COVID-19".

Esta manhã, o governo apresentou linhas de apoio às empresas no valor de três mil milhões de euros. O setor do turismo é abrangido. A linha de apoio para as agências de viagem, empresas de animação turística e organização de eventos conta com 200 milhões de euros. Já a linha de apoio para as empresas de turismo tem uma dotação de 900 milhões de euros. E o apoio à restauração e similares ascende a 600 milhões de euros.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de