Turismo

Worx: Turismo deverá continuar a crescer no segundo semestre

Uma análise da Worx indica que as aberturas de hotéis “são o reflexo na aposta no segmento premium e numa estratégia de diferenciação" dos hoteleiros.

A consultora imobiliária Worx acredita que os principais indicadores no setor do turismo vão registar um “aumento” neste segundo semestre. A consultora, em comunicado, nota nomeadamente que há várias nacionalidades a visitarem Portugal – britânicos, alemães e franceses estão entre os que mais viajam para território nacional, sendo que elegem sobretudo a região do Algarve e de Lisboa para visitarem.

Por fim, considera que “tem existido uma aposta dos operadores nacionais em unidades hoteleiras localizadas em destinos com largo potencial de exploração e que contribuem para a valorização do território português”.

Além disso, e tendo por base a abertura de vários hotéis em Portugal nos primeiros seis meses do ano, a Worx considera que isto é o “reflexo na aposta no segmento premium e numa estratégia de diferenciação por parte dos grupos hoteleiros por forma a fazer face a um perfil de turista cada vez mais exigente”.

Além da abertura de novas unidades, houve também a requalificação de várias, o que demonstra “cada vez mais esta tendência de desenvolvimento do mercado, que irá permitir a introdução de novos conceitos e reposicionamentos no mercado”.

“Focando nas tendências, a consultora aponta para um aumento de desempenho dos principais indicadores turísticos no segundo semestre de 2018. E a aposta em conceitos diferenciadores e nichos de mercado, como o segmento de saúde e wellness, vão continuar a ser uma das tendências mais fortes do mercado de turismo nacional e irão ser fatores determinantes para a diversificação e modernização da oferta”, nota a consultora em comunicado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel.  António Horta Osório, CEO do Lloyds Bank

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Horta Osório: O malparado na banca portuguesa ainda é “muito alto”

Outros conteúdos GMG
Worx: Turismo deverá continuar a crescer no segundo semestre