Turismo: Outubro com quase 30% das unidades de alojamento encerradas

A estimativa rápida do INE indica que o alojamento turístico deverá ter registado 1 milhões de hóspedes e 2,4 milhões de dormidas em outubro, quebras na ordem dos 60% face ao período homólogo.

O mês de outubro continuou a ser negativo para a atividade turística, com uma quebra tanto no número de hóspedes, como nas dormidas. Há também muitos estabelecimentos que continuam de portas fechadas devido à falta de procura.

A estimativa preliminar do Instituto Nacional de Estatística (INE) indica que, em outubro, o setor do alojamento turístico deverá ter registado 1 milhões de hóspedes e 2,4 milhões de dormidas, o que corresponde a uma descida de 59,3% no número de hóspedes face a mesmo período de 2019. As dormidas registaram uma queda homóloga de 63%.

O turismo interno foi o grande dinamizador da atividade durante o verão. Contudo, a partir de setembro, quando as famílias regressaram ao trabalho e as crianças à escola, o peso dos residentes vem diminuindo. Os dados do gabinete de estatística indicam que as dormidas de residentes terão diminuído 21%, tendo atingido os 1,2 milhões. Ainda assim, representaram 51% do total das dormidas.

"O Alentejo terá continuado a apresentar a menor diminuição no número de dormidas, face ao mês homólogo, apresentando uma descida de 29,8% (-20,9% no mês anterior). Destaque para o crescimento das dormidas de residentes no Algarve (+4,0%), que poderá ter estado relacionado com a realização de um evento desportivo neste mês na região", pode ler-se na informação disponibilizada pelo INE.

Os hóspedes que vivem em Portugal e que permaneceram em unidades de alojamento para fins turísticos no País terão sido 647 mil, o que representa um decréscimo de 23,9%. (-15,4% em setembro). O número de hóspedes não residentes terá sido de 371,8 mil, recuando 77,5% (-73,8% no mês anterior).

Outra realidade demonstrada pelos dados é que há muitas unidades de alojamento para turistas que continuam de portas encerradas. Em outubro, 29,9% dos estabelecimentos de alojamento turístico terão estado encerrados ou não registaram movimento de hóspedes, um pouco acima dos 24% registados em setembro.

(Notícia atualizada às 11h21)

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de