balanço

Turismo. Porto e Norte com o maior crescimento a nível nacional

Fotografia: Pedro Correia/Global Imagens
Fotografia: Pedro Correia/Global Imagens

O Porto e Norte de Portugal garantiu proveitos com o turismo de 482,7 milhões de euros em 2018, com o rendimento médio por quarto disponível a crescer

A região do Porto e Norte de Portugal registou, no ano passado, 7,9 milhões de dormidas (uma subida superior a 5% face a 2017) e 4,3 milhões de hóspedes (mais 4,63%). Este resultado coloca a região como o destino nacional com maior crescimento, adianta em comunicado a Entidade do Turismo do Porto e Norte de Portugal.

Os proveitos globais atingiram, em 2018, os 482,7 milhões de euros, uma subida na ordem dos 52,4 milhões, com o rendimento médio por quarto disponível a situar-se nos 46 euros, um incremento de 8,75%.

Espanha está em primeiro lugar no que toca aos mercados emissores (um aumento de 3,8%), seguida de França, Brasil (mais 11,4%), Alemanha (mais 7,7%), Reino Unido (mais 2%) e Estados Unidos da América (mais 37,6%). “Os números confirmam a atratividade que a região do Porto e Norte tem vindo a exercer junto dos diferentes mercados”, sublinha no comunicado a Turismo do Porto e Norte de Portugal.

Para Luís Pedro Martins, presidente da Entidade do Turismo do Porto e Norte de Portugal, “o crescimento sustentado do turismo no Porto e Norte é uma boa notícia para a economia nacional e regional e para as pessoas que aqui vivem e trabalham”.

Luís Pedro Martins considera ainda que estes resultados “confirmam as potencialidades turísticas de uma região que ainda tem muito por onde crescer e muito a descobrir”, frisando que “este é também um momento de responsabilidade, de sabermos potenciar as mais-valias que temos e de trabalhar com afinco para que esta trajetória ascendente se mantenha”.

Luís Pedro Martins foi eleito presidente da Turismo Porto e Norte de Portugal em meados de janeiro deste ano.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

Os postos de combustíveis no país estão a ser abastecidos com a máxima urgência. Fotografia: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Motoristas asseguram combustível na Páscoa

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Turismo. Porto e Norte com o maior crescimento a nível nacional