Bolsa

Uber avança para a bolsa em maio

Fotografia: REUTERS/Eduardo Munoz
Fotografia: REUTERS/Eduardo Munoz

A empresa está avaliada entre 90 e cem mil milhões de dólares.

A Uber apresentou o pedido oficial para entrar em bolsa junto da autoridade reguladora do mercado de capitais norte-americano, na quinta-feira. Entrada está prevista para o início de maio.

A Reuters avançou esta semana que a Uber planeia vender cerca de dez mil milhões de dólares (8,9 mil milhões de euros) em ações da empresa com uma avaliação que oscila entre 90 e 100 mil milhões de dólares, naquele que poderá ser o maior IPO (Oferta Pública Inicial) deste ano nos Estados Unidos.

A empresa não revela qual o preço a que pretende entrar em bolsa, mas a avaliação pode superar as de anteriores rondas de financiamento, tendo em conta que no caso da concorrente Lyft a procura superou a oferta.

Depois de tornar o pedido público, a Uber irá avançar com uma série de apresentações aos investidores. Segundo a Bloomberg, o Morgan Stanley e o Goldman Sachs lideram a lista de interessados em subscrever a oferta.

Criada há 10 anos, a Uber teve um prejuízo de cerca de 1,8 mil milhões de dólares (1,6 mil milhões de euros) no ano passado, quando excluídos os ganhos extraordinários provenientes de vendas de unidades de negócio na Rússia e na Ásia. Para além do serviço de transporte de passageiros, a empresa tem várias atividades, entre as quais uma das mais rentáveis é o negócio de entrega de refeições Uber Eats, cujas receitas quase triplicaram em 2018, para perto de 1,5 mil milhões de dólares.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, durante a inauguração das Escadinhas da Saúde rolantes, ao Martim Moniz. Fotografia: Nuno Pinto Fernandes/Global Imagens

Crescimento do turismo em 2019 é o mais baixo desde a última crise

brisa_portagens-b7ee34aaf5a5ef94353b303799540f81215c701e

Brisa na mira da maior construtora do mundo

António Costa (E) e Charles Michel (D). Fotografia: EPA/JOHN THYS

Costa usa gráfico onde países “forretas” são dos mais beneficiados pela UE

Uber avança para a bolsa em maio