Canadá

Uber cobra 12 mil euros por viagem de 20 minutos

automais.autosport.ptuber-d61434269909a98746854a12678e2ea3799cb7ae-f9f8e133f731495ffcf0c166195a633074123d1a

O Cliente levou o caso para as redes sociais e acabou por receber um pedido de desculpas "pelo engano".

Quando Hisham Salama chamou um Uber, na cidade de Toronto, Canadá, para o levar de casa ao hospital local, onde visitaria um amigo, esperava pagar 20 dólares. O percurso demorou 20 minutos, como é normal, mas ao chegar ao destino, o cliente foi surpreendido com a conta: 18.518 dólares canadianos, o equivalente a 12.234 euros.

Leia também o artigo 30 coisas que vão desaparecer até 2020

Hisham Salama começou por se rir. Mas depois percebeu que não se tratava de uma brincadeira e que a app da Uber lhe tinha debitado mesmo este valor. Tratou logo de protestar junto da empresa. E a resposta deixou-o indignado. “Posso-lhe confirmar que, com base na localização de início e fim da viagem que fez, o preço está correto”, disse-lhe na altura uma das funcionárias responsáveis pelo apoio ao cliente da Uber. Ou seja, recusaram-se a devolver-lhe a diferença entre o valor real da viagem, que deveria rondar os 20 dólares, e o cobrado.

Mas o cliente não se conformou, mais uma vez. Não levou o caso para tribunal, mas sim para as redes sociais, onde se multiplicaram as partilhas em forma de denúncia e as mensagens de apoio. “Obviamente que a tarifa para 20 minutos não é de 18.518 dólares canadianos”, escreveu no Twitter da Uber. As centenas de partilhas que gerou a publicação acabariam por fazer com que o caso chegasse mais rápido ao conhecimento da empresa, que entretanto veio admitir o erro.

“Houve de facto um erro que já foi resolvido. Fizemos um reembolso por completo ao nosso cliente e pedimos-lhe as nossas desculpas por esta má experiência. Já tomamos medidas para evitar que casos destes se venham a repetir no futuro, além de estarmos a trabalhar para perceber como é que isto aconteceu”, disse a Uber à revista Slate.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: MIGUEL A. LOPES/LUSA

Governo reconhece progressões a 344 mil trabalhadores, pelo menos

Faria de Oliveira, presidente da APB

APB garante que bancos vão refletir Euribor negativa nos créditos à habitação

Donald Trump, Presidente dos Estados Unidos. REUTERS/Leah Millis

Trump põe tudo na mesa. Parada na guerra com China sobe para 500 mil milhões

Outros conteúdos GMG
Uber cobra 12 mil euros por viagem de 20 minutos