Uber lança sistema para limitar horas de condução

Assim que o limite de horas for ultrapassado, o motorista sai do sistema durante seis horas seguidas.

Nenhum motorista parceiro da Uber vai poder trabalhar mais de 10 horas seguidas. A plataforma de transportes norte-americana lançou esta quinta-feira um sistema que impede o condutor de realizar viagem após acumular 10 horas de condução.

A única exceção ocorre no caso de um motorista iniciar um serviço quando estiver prestes a atingir o limite das 10 horas. Por exemplo, se o condutor estiver a trabalhar há 9h45, estiver com um cliente, apanhar trânsito e, por causa disso, ultrapassar o limite das 10 horas, o sistema só entra em ação assim que acabar a viagem.

Rui Bento, diretor-geral ibérico da Uber, refere a nova funcionalidade "é importante para proteger não só os motoristas que viajam com a aplicação da Uber, mas também os utilizadores e quem circula nas estradas portuguesas".

A empresa lembra que cerca de 60% dos portugueses inquiridos num estudo de segurança sobre atitudes seguras admitiram ter conduzido mesmo depois de estarem demasiado cansados para o fazer nos 12 meses antes da publicação destes dados.

A nova funcionalidade da Uber adapta-se à legislação as plataformas de transporte de passageiros em veículos de passageiros, designada como "Lei da Uber". Esta lei prevê que os motoristas não possam conduzir mais de 10 horas consecutivamente. Deverá entrar em vigor nos próximos meses, depois de ser reapreciada pelo Parlamento, na sequência do veto de Marcelo Rebelo de Sousa.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de