Uber parceira de startup portuguesa cria rede de carregadores para motoristas

Plataforma de transportes juntou-se à Power Dot para criar rede de carregamento nos distritos de Lisboa e Porto. É algo inédito a nível mundial.

A Uber juntou-se a uma startup portuguesa para tirar os motoristas das plataformas de transportes dos carregadores de carros públicos. A empresa norte-americana fechou uma parceria com a Power Dot para criar uma rede exclusiva de carregamentos para motoristas das plataformas de transportes em Lisboa e no Porto. Esta rede terá cinco hubs e cada uma destas 'ilhas' terá capacidade para carregar, ao mesmo tempo, entre quatro e oito carros.

O serviço começou esta terça-feira no Porto, com os hubs na Maia e no Bonfim. Em Lisboa, os três hubs vão arrancar em Outubro, na Portela, Doca de Santo Amaro e Tires, refere a empresa em nota de imprensa divulgada esta terça-feira.

Cada umas destas ilhas terá serviços de limpeza, ligação à internet sem fios, café e entre outras comodidades. A Uber e a Power Dot criaram também uma solução que permite aos parceiros aceder a um painel de controlo para gerir a sua operação e os motoristas a uma aplicação para verificar a disponibilidade dos carregadores e consultar carregamentos passados.

Afonso Pinheiro, responsável da Power Dot, assinala que a parceria "está alinhada" com a missão da startup portuguesa: "criar soluções de carregamento para veículos eléctricos de forma a reduzir a dependência dos combustíveis fósseis na mobilidade. Acreditamos que um futuro mais verde passa por uma mobilidade mais partilhada e elétrica e por isso, desenvolvemos esta solução de carregamento económica e conveniente para todos os parceiros e motoristas Uber".

Mariana Ascenção lembra esta solução "vai permitir uma mobilidade mais sustentável e apoiar a comunidade de motoristas que viaja com carros 100% elétricos todos os dias em Portugal".

Esta é a segunda vez que a Uber escolhe Portugal para desenvolver projetos pioneiros na área da mobilidade elétrica: em 2016, Portugal foi o primeiro país a utilizar o serviço Uber Green, em que os passageiros são transportados por carros totalmente elétricos. O sucesso deste projeto colocou o serviço Uber Green em mais cidades, como Londres, por exemplo.

A Uber estima que os veículos eléctricos disponíveis na aplicação já poupam 40 toneladas de emissões CO2 semanalmente, 2080 toneladas anualmente.

 

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de