Uber

Uber quer ligar clientes a trabalhadores independentes

(REUTERS/Ginnette Riquelme/)
(REUTERS/Ginnette Riquelme/)

A Uber Works quer ligar empresas a trabalhadores para colaborações de curta duração, como por exemplo serviços de segurança privada ou catering.

A Uber quer tirar partido do seu modelo de negócio e dos trabalhadores que já estão na empresa, através de um novo projeto: a Uber Works. Neste serviço, a plataforma norte-americana pretende prestar serviços temporários de funções de curta duração. Segundo o Financial Times, esta poderá ser uma forma de a Uber mostrar que é mais do que uma empresa de transportes, num momento em que prepara a entrada em bolsa no início do próximo ano.

Esta aplicação poderá ser mais uma fonte rendimento para os atuais trabalhadores da empresa, tornando o trabalho mais dinâmico, de acordo com a mesma fonte,

O novo departamento já está a ser desenvolvido em Chicago, longe de Silicon Valley, e já foi testado em Los Angeles, refere a mesma fonte. A data de lançamento do novo serviço é desconhecida, mas a Uber já começou a contratar. As vagas disponíveis referem-se a um “projeto especial”com “objetivos ambiciosos”. A Uber Works assemelha-se ao modelo de negócio da aplicação de entrega ao domicílio, a Uber Eats.

A empresa liderada por Dara Khosrowshahi, tem vindo a apostar numa diversidade que vai além da plataforma de transporte de passageiros. É o exemplo do Jump – um serviço de bicicletas partilhadas que já está em funcionamento na Europa.

A Uber tem vindo a expandir-se em terra, mas o céu é o limite para desenvolver novos modelos, como é o caso da Uber Elevator quer produzir o primeiro veículo elétrico voador em 2021, com uma autonomia de mais de 160 quilómetros. Esta quarta-feira, a Uber anunciou um novo serviço – Powerloop – destinado ao aluguer de reboques, e fez acordo com distribuidores como por exemplo a cervejeira multinacional belga AB InBev.

Esta semana, a Uber foi avaliada em 120 mil milhões de dólares (103 mil milhões de euros) por parte de várias instituições bancárias. O antigo CFO do Merrill Lynch, Nelson Chai, será responsável por encontrar investidores para a empresa.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Caixa Geral de Dep—ositos -

CGD perdeu 1200 milhões em empréstimos de risco

Miguel Setas, presidente da EDP Brasil

EDP Brasil quer duplicar presença no país até 2020

Ricardo Mourinho Félix, secretário de Estado Adjunto e das Finanças. Fotografia: Jorge Amaral/Global Imagens

Portugal não vai concorrer a vaga de topo no BCE, nem mexe na previsão do PIB

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Uber quer ligar clientes a trabalhadores independentes