Consumo

Unilever: Proposta da dona da Heinz “subestima” dona da Dove

Unilever comercializa em Portugal marcas como Dove, Lipton e Axe. Fotografia: .  EPA/LEX VAN LIESHOUT
Unilever comercializa em Portugal marcas como Dove, Lipton e Axe. Fotografia: . EPA/LEX VAN LIESHOUT

Na sequência da recusa desta proposta, os títulos da Unilever atingiram o valor mais alto de sempre na bolsa de Amesterdão

“Proposta sem mérito financeiro nem estratégico”. É desta forma que a Unilever, dona de marcas como a Dove, avalia a proposta de fusão do grupo Kraft Heinz tornada pública esta sexta-feira e que estava avaliada em 112 mil milhões de libras (131,4 mil milhões de euros).

“Acima de tudo, [esta proposta] subestima a Unilever. Não encontramos qualquer mérito, seja financeiro ou estratégico, para os nossos acionistas. Não temos qualquer base para futuras negociações”, assinala a empresa em difundida difundida junto da Reuters.

Na sequência da recusa desta proposta, os títulos da Unilever atingiram o valor mais alto de sempre na bolsa de Amesterdão, subindo mais de 10% nesta sessão para os 44,135 euros.

O grupo Kraft Heinz tinha proposto uma oferta de 50 dólares por cada ação da Unilever, montante 18% acima do valor de fecho na sessão de quinta-feira.

Se esta fusão se concretizasse, estaria criado o maior grupo mundial de bens de consumo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva.
Fotografia: MÁRIO CRUZ/LUSA

Reforma aos 60 anos sem cortes custaria 730 milhões em 2019

Mariana Mazzucato, no Fórum BCE, em Sintra. Fotografia: Banco Central Europeu

Investimento. “Estavam à procura de uma coisa e encontraram o Viagra”

Mário Centeno. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Gestão da CGD vai cumprir: Não haverá despedimentos no banco

Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
Unilever: Proposta da dona da Heinz “subestima” dona da Dove