Economia circular

UniLoop. Plataforma de troca de livros universitários arranca com Nova SBE

Equipa Uniloop, ao centro Manuel Barata de Tovar
Equipa Uniloop, ao centro Manuel Barata de Tovar

Nova plataforma dirige-se a um público de mais de 300 mil estudantes universitários e promete poupanças de 80% no PVP dos livros

A UniLoop, plataforma de economia circular de livros, desenvolvida pelos fundadores da Book in Loop “já foi desenvolvida será lançada na Nova SBE ainda no primeiro semestre deste ano”, adiantou Manuel Barata de Tovar, gestor de projeto da da UniLoop. O projeto dirige-se aos mais de 360 mil estudantes de ensino superior, um público que gasta anualmente 20 milhões de euros em material didático. Promete níveis de poupança de 80% do preço de venda ao público com a reutilização dos livros.

“A partir daí será replicada para os restantes polos universitários e o seu âmbito irá, progressivamente, alargar-se a outras áreas da vida do estudante. Paralelamente, estamos a desenvolver outros serviços que reforçarão a proposta de valor da UniLoop, nomeadamente na área da saúde e da sustentabilidade ambiental”, refere ainda o responsável.

O projeto dirige-se a um universo de mais de 360 mil estudantes no ensino superior, dos quais cerca de 49% são deslocados (vivendo fora das cidades natal para prosseguir os seus estudos superiores), de acordo com os números partilhados pela empresa. “Estes jovens são early adopters por natureza e estão a construir os seus hábitos de consumo, laços comerciais e fidelidade a marcas. Eles são, para as soluções de economia circular como a nossa, um público ideal – porque além da grande sensibilidade ao preço, estão despertos para as questões de sustentabilidade ambiental”, refere Manuel Barata de Tovar.

O projeto promete, através da reutilização dos manuais, níveis de poupança que “são de 80% do PVP, como acontece na Book in Loop”, diz o responsável. Mas querem ir mais longe ao nível de oferta de serviços. Tendo como base os livros como produto âncora, a UniLoop quer construir “uma relação duradoura com os nossos utilizadores que possa abranger a reutilização de outras bens e equipamentos e um conjunto de incentivos a outros comportamentos sustentáveis.” Ou seja, “apesar de inicialmente focada nos mais de 20 milhões de euros gastos todos os anos pelos estudantes universitários em material didático”, a UniLoop “pretende a médio prazo ser uma ferramenta para ajudar os alunos portugueses a poupar nas diferentes despesas que têm de enfrentar no seu dia a dia enquanto estudante universitário: desde a alimentação até aos momentos de lazer.”

A rede de parceiros da Book in Loop e da BabyLoop estará também disponível para o UniLoop. Desde 2017, que têm uma parceria com a Sonae MC. “A rede de parceiros logísticos e de distribuição da Book in Loop e BabyLoop será fundamental também para este produto”, diz Manuel Barata de Tovar.

“No caso da UniLoop é também muito importante estabelecer uma relação próxima com os estudantes, através das próprias instituições de ensino e de uma presença física dedicada, no seio de cada campus universitário. Estamos a trabalhar com as universidades e com algumas marcas próximas do público universitário para conseguirmos ter esta proximidade desde o primeiro momento.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Dos blueprints  dos primeiros automóveis, ao topo dos carros elétricos atuais, de elon Musk, em homenagem, a Nikolas Tesla.
Ilustração: VITOR HIGGS

Automóvel. Em 20 anos do euro mudou tudo, menos a carga fiscal e o líder

João Vieira Lopes, presidente da Confederação do Comércio e Serviços.
(Jorge Amaral/Global Imagens)

Vieira Lopes: “Metas do governo são realistas mas é preciso investimento”

A EDP, liderada por António Mexia, vai pagar o maior cheque de dividendos da bolsa nacional.

PSI20. Menos lucros mas o mesmo prémio aos acionistas

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
UniLoop. Plataforma de troca de livros universitários arranca com Nova SBE