Tecnologia

Ustwo pode ser a próxima grande tecnológica a caminho de Portugal

Tim Smith ustwo
Tim Smith é diretor da área de automóveis e mobilidade da Ustwo. Foto: Ustwo

Ustwo fala na existência de talento em Portugal ainda por explorar e na vontade de querer juntar-se ao movimento tecnológico do país.

A tecnológica britânica Ustwo, mais conhecida pelo videojogo Monument Valley, uma das aplicações mais premiadas de sempre, quer vir para Portugal. A empresa começou agora o processo de abertura de um novo centro de desenvolvimento e Lisboa está entre os lugares de preferência.

“Na Ustwo adoramos Portugal, já cá estivemos algumas vezes. Existe um grande talento em Portugal e por isso esperamos um dia abrir um estúdio em Portugal. É esse o nosso plano, pode receber o nosso próximo estúdio, mas veremos como corre”, disse Tim Smith, diretor da área automóveis e mobilidade da empresa, em entrevista à Insider/Dinheiro Vivo.

A Ustwo é uma das principais empresas a nível global no desenvolvimento de aplicações e serviços digitais. A tecnológica atua em segmentos muito diversos – como mobilidade, saúde e videojogos – e é parceira de grandes marcas como a Apple, Google, Samsung, Foursquare, BMW, Jaguar, Ford, Qantas e Lush, entre outras.

Por norma, a estratégia da empresa passa por abrir um novo estúdio junto dos seus grandes clientes – foi assim na Suécia e na Austrália, por exemplo. O elemento da Ustwo confirmou que já tem um cliente grande que está baseado em Portugal – sem adiantar qual o nome -, mas diz que um possível estúdio em Lisboa seria mais geral e de suporte ao trabalho que os estúdios de Londres e Malmö estão a fazer.

Leia também | O que quer de Portugal o Senhor Web Summit

Por agora ainda não há muitos pormenores para partilhar, com o executivo a dizer que mesmo em termos de prazo nada está definido. Certo é que a Web Summit – onde Tim Smith vai ser orador – ajudou a tecnológica britânica a ver Portugal de uma forma diferente.

“Vir à Web Summit e falar com as pessoas daqui, há muito talento local que vai ao Web Summit. Falei com muitos deles. É muito bom falar com eles no dia e eles fazem sempre um follow up, enviam um link para o trabalho deles e é sempre algo incrível”, referiu, para depois acrescentar:

“Eu e o CEO [Carsten Wierwille] estivemos a falar – ele tinha vindo a Portugal para espairecer – e estávamos a admirar os graffiti, a arte de rua e de como é vibrante. Até coisas como essas, realmente apanham a nossa atenção para esta parte do mundo”, sublinhou, referindo-se ao caso concreto de Lisboa.

Tim Smith sabe que o evento de tecnologia tem ajudado a atrair a atenção de várias empresas para a capital portuguesa e disse que a Ustwo adoraria fazer parte deste movimento. “Existe muito talento por explorar”.

“Quem sabe, só o tempo o dirá. Ainda sem garantias, ainda estamos numa fase inicial, mas mesmo assim é excitante”, adiantou Tim Smith à Insider/Dinheiro Vivo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

RODRIGO ANTUNES / LUSA

Governo reúne motoristas e patrões em nova maratona de “intransigências”

Posto de abastecimento de combustíveis REPA (Rede Estratégica de Postos de Abastecimento) no Porto (ESTELA SILVA/LUSA)

Revendedores de combustíveis esperam acordo “o mais brevemente possível”

Outros conteúdos GMG
Ustwo pode ser a próxima grande tecnológica a caminho de Portugal