restauração

Olivier quase duplica faturação. E agora vêm aí mais estreias

Olivier da Costa
no Guilty Oriente (PAULO SPRANGER/Global Imagens)
Olivier da Costa no Guilty Oriente (PAULO SPRANGER/Global Imagens)

Sete restaurantes abertos no último ano subiram para 12 as localizações nacionais e internacionais do chef.

Com meia dúzia de conceitos numa dúzia de localizações, sete delas abertas no último ano, Olivier quase duplicou a faturação entre 2018 e 2019. Foram mais de 22 milhões de euros que atingiram os restaurantes que levam a sua assinatura, um crescimento de 74% que o restaurateur justifica com o crescimento expressivo no número de clientes que passaram pelos restaurantes de gestão própria ou By Olivier (parcerias, nomeadamente, com os grupos hoteleiros Minor e United Investments).

“A estratégia em 2020 passa por consolidar as operações nacionais e internacionais abertas no final de 2018 e durante 2019, mas não só”, conta Olivier da Costa. Entre os planos para voltar a fazer crescer a faturação do grupo – que prevê que atinja os 25 milhões neste ano, com um reforço nacional e internacional. “Tenho prevista a abertura de uma nova marca com um novo conceito e o lançamento de eventuais cinco novos projetos”, diz, acrescentando estar ainda a avaliar essas possibilidades.

Atualmente, o grupo a que Olivier dá o nome – e que está, além de Portugal, em São Paulo (Brasil) e Bangkok (Tailândia) – divide-se em seis conceitos gastronómicos: Guilty (dois em Lisboa e um no Porto), Yakuza (Lisboa e Cascais), KOB Knowledge of Beef (Lisboa e Porto), Olivier Avenida, SEEN (em três países) e Savage, primeiro restaurante virtual de chef em parceria com o Uber Eats e que abriu também este ano, em São Paulo.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(Photo by Tobias SCHWARZ / AFP)

Tribunal suspende construção da Gigafactory da Tesla na Alemanha

A 89ª edição da Micam decorre em Milão de 16 a 19 de fereveiro. Fotografia: Direitos Reservados

Calçado quer duplicar exportações para o Japão em dois anos

Micam

Governo promete “soluções criativas” para ajudar as empresas

Olivier quase duplica faturação. E agora vêm aí mais estreias