Venda da PT Portugal à Altice fica concluída a 2 de junho

A venda da PT Portugal à Altice fica concluída no próximo dia 2 de junho, apurou o Dinheiro Vivo junto a fontes conhecedores do processo.

A brasileira Oi e a Altice não comentam esta informação.

Dexter Goie, CEO da Altice, tinha em recente conference call com analistas dado a indicação de que a compra da dona do Meo deveria estar concluída na primeira semana de junho, e ao que o Dinheiro Vivo sabe será no dia 2. O grupo francês já informou a Oi desta intenção. O caminho para a compra ficou livre após a luz verde de Bruxelas ao negócio e da aprovação no dia 19 dos obrigacionistas da PT Portugal da da passagem da responsabilidade do pagamento da emissão de 400 milhões de euros, até aqui na empresa, para o universo da Oi.

O grupo de Patrick Drahi comprou a PT Portugal sem a dívida, tendo ainda sido 'descontado' o valor de mais de 1,2 mil milhões de euros mantidos em responsabilidades na PT Portugal (entre os quais 975 milhões com benefícios de pensões). Assim sendo, a operação que avaliou a PT Portugal em 7,4 mil milhões de euros, incluindo um pagamento diferido de 500 milhões de euros dependendo do desempenho operacional da companhia, vai representar para a Oi um encaixe de cerca de 5,6 mil milhões de euros.

O mercado aguarda que a Altice anuncie a nova equipa de gestão da PT Portugal. De acordo com a informação recolhida pelo Dinheiro Vivo, Armando Pereira, o atual CEO da PT Portugal, gestor escolhido pela brasileira Oi, não deverá ser chamado a liderar a equipa. Pedro Leitão, atual administrador, apontado como possível futuro CEO da PT Portugal, terá sido abordado pelo grupo francês, mas ao que foi possível apurar até ao momento não há nenhum acordo fechado.

O Expresso na edição de sábado refere os nomes de Miguel Martins, ex-Unitel, e Manuel Lencastre, antigo administrador da PT Comunicações e presidente da PT Multimédia (2002-2003), como tendo sido igualmente abordados pelo grupo francês.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de