vinho

Vendas da Ervideira cresceram 12% para mais de 2,5 milhões de euros

Ervideira. Fotografia: Direitos Reservados
Ervideira. Fotografia: Direitos Reservados

Só o enoturismo cresceu 20% e pesa já mais de 600 mil euros na faturação total da produtora de vinhos no Alentejo

2019 revelou-se um ano extraordinário para a Ervideira. A produtora de vinhos no Alentejo admite que os números superaram as suas expectativas, com a faturação a subir 12% e a ultrapassar a fasquia dos 2,5 milhões de euros. Os bons resultados devem-se “à consolidação do posicionamento” da Ervideira no segmento dos topo de gama, mas, também, ao crescimento do enoturismo, com as duas lojas da marca, em Évora e em Monsaraz, a registarem um comportamento “notável”: as vendas crescer mais de 20% e contribuíram com mais de 600 mil euros para o volume de negócios total da empresa.

“O enoturismo é, cada vez mais, um “things to do” quando se visita uma região. A solidez da nossa oferta e o crescimento sustentado que temos verificado permite-nos assegurar que ano de 2020 será um ano de viragem. É o ano que se assinala não só a entrada da 5ª geração na empresa, mas também a aquisição da totalidade do capital social ao resto da família, num processo que envolveu um investimento de 2 milhões de euros”, destaca Duarte Leal da Costa, diretor executivo da empresa, em comunicado. A Ervideira passa agora a ser detida exclusivamente por Duarte Leal da Costa e os seus dois filhos, da quinta geração da família.

No comunicado, a Ervideira destaca que o ano de 2019 foi igualmente marcado pela digitalização, com a renovação do site da empresa, a criação de um clube de fãs online e de uma plataforma de e-commerce. “A digitalização é o grande desafio para o setor vitivinícola e principalmente para nós que, pela força da nossa rede de wine shops, fidelizamos muitos clientes estrangeiros que depois não têm tanta facilidade de acesso à nossa marca e produtos. Agora, e graças ao nosso clube e loja, podem adquirir os nossos produtos facilmente e as vezes que quiserem”, refere Duarte Leal da Costa.

Para o futuro, a Ervideira pretende focar-se crescentemente nos vinhos de gama elevada. “A empresa vai apostar num reforço ao nível dos recursos humanos. A grande novidade para 2020 será a expansão dos espaços de Enoturismo em pontos turísticos do país, estando já prevista uma abertura brevemente”, conclui Duarte Leal da Costa, sem entrar em mais pormenores.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A Poveira, conserveira. Fotografia: Rui Oliveira / Global Imagens

Procura de bens essenciais dispara e fábricas reforçam produção ao limite

Fotografia: Regis Duvignau/Reuters

Quase 32 mil empresas recorrem ao lay-off. 552 mil trabalhadores em casa

coronavírus em Portugal (covid-19) corona vírus

266 mortos e 10 524 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Vendas da Ervideira cresceram 12% para mais de 2,5 milhões de euros