Retalho Alimentar

Vendas de frescos no Lidl crescem 18% em 2015

fruta

A estratégia assente na "qualidade e frescura dos frescos", sobretudo nacionais, tem-se revelado "uma aposta ganha" para o Lidl.

Isso mesmo confirmou a cadeia de retalho ao anunciar que as suas vendas neste segmento registaram um crescimento de 18% em 2015, quando comparado com o ano anterior.

Para estes resultados, o Lidl fez assentar a sua estratégia em cinco princípios base. Em primeiro, vem a entrega diária de frutas e legumes em todas as 241 lojas, com a preocupação de reduzir o tempo entre a apanha e achegada à casa do cliente.

Em segundo lugar, o controlo de qualidade que, segundo o Lidl “vai além do exigido pela lei”, no que diz respeito “qualidade e segurança alimentar”, com destaque para os fornecedores que cumprem o Global GAP, que assegura a produção segura e sustentável.

Adicionalmente em todas as lojas existe a figura do Gestor de Frescos, cuja responsabilidade é “salvaguardar a frescura das frutas e legumes à venda, monitorizando em intervalos regulares a sua qualidade”, aponta o Lidl.

Em terceiro lugar, o Lidl destaca o facto de privilegiar a compra a produtores locais, sendo que atualmente cerca de 70% da oferta de frutas e legumes é comprada localmente.

Neste sentido, a cadeia de retalho privilegia as parcerias com produtos DOP (Denominação de Origem Protegida) e IGP (Indicação Geográfica Protegida), de que são exemplos as Maças de Alcobaça, que na campanha de 2015 atingiu os 2,5 milhões de kg, quase o dobro do ano anterior.

Por fim, o Lidl destaca as colaborações com parceiros comerciais no sentido da criação de produtos específicos como é o caso da Maçã de Alcobaça e Pera Rocha em formato mini para os mais novos.

Neste âmbito, o Lidl destaca ainda o apoio dado à exportação destes produtos, nomeadamente a Pera Rocha do Oeste, para a Alemanha, em que em menos de dois anos a Portugal Fresh viu o volume duplicar, atingindo as 7,5 mil toneladas, um volume que equivale a 54 milhões de unidades. Ler mais em Exportação de Pera Rocha para Alemanha duplica graças ao Lidl.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

Presidente executivo da TAP Antonoaldo Neves. Fotografia: NUNO FOX/LUSA

TAP faz emissão de dívida só para investidores institucionais

Outros conteúdos GMG
Vendas de frescos no Lidl crescem 18% em 2015