Comércio a retalho

Super e hipermercados vendem mais 1% no último trimestre de 2015

Supermercado
Supermercado

O volume de vendas nos super e hipermercados cresceu 1% no quarto trimestre de 2015, para 4,8 mil milhões de euros, face ao mesmo período de 2014.

De acordo com dados Nielsen/GfK, revelados esta terça-feira pela Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), as vendas, ainda que afetadas pelo período do Natal, ficaram ligeiramente abaixo do inicialmente previsto pelo sector.

Quando retirados a venda de combustíveis, as vendas dos hiper e supermercados cresceram 3,2%, para 4 mil milhões de euros, reforça Ana Isabel Trigo Morais, diretora-geral da APED, acrescentando que o segmento não-alimentar cresceu 3,3%, para 1,4 mil milhões, e o alimentar 3,1%, para 2,6 mil milhões de euros.

“Houve alguma animação no período do Natal, mas abaixo das expectativas”, diz a responsável da APED, que destaca o facto do segmento não-alimentar crescer mais do que o alimentar, numa recuperação de vendas em relação ao ano anterior, ainda que com “números moderados”.

Daí que seja expectável, que em “2016 as vendas continuem a crescer com alguma moderação”, reforça Ana Isabel Trigo Morais, que destaca o papel fundamental da promoção e num “consumidor altamente dependente da promoção.”

Como “não há mais rendimento disponível, não há aumento de poder de compra, logo a atividade promocional tende a ser cada vez mais importante”, reforça a mesma responsável, sem dar números relativamente ao último trimestre do ano, pois ainda estão a ser apurados.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
apple one

Apple One junta vários serviços, chega a Portugal mas com limitações. O que tem

A  90ª edição da Micam, a feira de calçado de Milão, está agendada para os dias 20 a 23 de setembro, com medidas de segurança reforçadas. Fotografia DR

Calçado. Micam arranca este domingo e até há uma nova marca presente

Os ministros da Presidência do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva (C), Economia, Pedro Sia Vieira (E) e do Trabalho Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho (D). MANUEL DE ALMEIDA/POOL/LUSA

Portugal é o quarto país da UE onde é mais difícil descolar do mínimo

Super e hipermercados vendem mais 1% no último trimestre de 2015