Comércio

Versão chinesa do CyberMonday vale recorde à Alibaba

Os resultados das vendas da Alibaba durante o Dia dos Solteiros são apresentados num ecrã gigante. REUTERS/Aly Song
Os resultados das vendas da Alibaba durante o Dia dos Solteiros são apresentados num ecrã gigante. REUTERS/Aly Song

Plataforma de comércio eletrónica faturou 21 mil milhões de euros durante o "Dia dos Solteiros", o maior evento do género em todo o mundo.

Este domingo é “Dia dos Solteiros” na China, o maior evento de comércio eletrónico do mundo. Comparável ao CyberMonday nos Estados Unidos, os chineses gastam milhares de milhões de yuan em compras online a cada 11 de novembro. A plataforma Alibaba, graças a isso, registou vendas recorde no valor de 168 mil milhões de yuan (21,3 mil milhões de euros) durante as primeiras 16 horas de vendas.

Grande parte das ordens de venda foram logo registadas nas primeiras horas deste domingo, correspondendo a 69 mil milhões de yuan, mais 21% do que no mesmo período de 2017 – vendas de 57 mil milhões de yuan, segundo os dados da Reuters.

Os chineses aproveitam este dia para comprarem produtos eletrónicos como smartphones e outros dispositivos. Mas também há quem adquirirem, por exemplo, fraldas e leite em pó, graças à grande diversidade das plataformas de comércio eletrónico. Na Alibaba, por exemplo, há 180 mil marcas a participar na edição deste ano do “Dia dos Solteiros”.

Os analistas, contudo, apontam que o crescimento de vendas da Alibaba é mais modesto do que em anos anteriores. “Como há mais promoções ao longo do ano, os consumidores já não sentem que este dia é a única oportunidade para conseguirem boas compras”, refere Pedro Yip, sócio da consultora Oliver Wyman. Ainda assim, “há mais consumidores a apreciar fazer compras neste dia do que aqueles que não gostam de o fazer”, acrescenta o especialista.

Este é o último “Dia dos Solteiros” da Alibaba sob a liderança de Jack Ma. O gestor chinês anunciou em setembro que vai deixar o cargo no mesmo mês de 2019. Será substituído por Daniel Zhang.

O Dia dos Solteiros foi iniciado por estudantes universitários chineses na década de 1990 como uma versão do Dia dos Namorados para pessoas sem parceiros românticos, tendo sido transformado num evento de comércio ‘on-line’, com os retalhistas a anunciaram promoções, com o objetivo de atrair jovens consumidores.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Foto: DR

IMI baixa para mais de 24 mil famílias que pediram reavaliação

NOS

Avaria na rede da NOS está a afetar milhares de clientes

Bandeira de Angola

Ex-presidente do Fundo Soberano de Angola libertado

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Versão chinesa do CyberMonday vale recorde à Alibaba