Vertente de incubação de Famalicão gera 42 empresas e 77 empregos em dois anos

A câmara de Famalicão disse que em dois anos surgiram 42 novas empresas e 77 novos postos de trabalho no âmbito do Gabinete de Apoio ao Empreendedor

A câmara de Famalicão disse hoje que em dois anos surgiram 42 novas empresas e 77 novos postos de trabalho no âmbito do esforço realizado pelo Gabinete de Apoio ao Empreendedor na vertente de incubação de novas ideias de negócio.

A autarquia liderada por Paulo Cunha fez hoje um balanço da atividade de um gabinete que surgiu em Vila Nova de Famalicão, distrito de Braga, a 20 de outubro de 2014, apontando que tem 304 processos abertos, 42 empresas criadas com investimento realizado de cerca de 700 mil euros e 77 novos postos de trabalho.

A estes números somam-se 38 empreendedores em fase de acompanhamento de modelo de negócio, 35 empreendedores em fase de desenvolvimento do plano de negócio e 19 empreendedores com mentores atribuídos.

Para o presidente da câmara estes dados "refletem um trabalho credível do gabinete na vertente de incubação, um dos seus três eixos de intervenção", sendo "revelador da cumplicidade que existe entre o concelho, os empreendedores e o Famalicão Made IN".

Neste concelho foram criadas duas incubadoras Famalicão Made INcubar: polo Riopele, em Pousada de Saramagos, e polo Edifício Globus, em Vilarinho das Cambas. A estas acresce a incubadora da Casa da Juventude.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de