aviação

Vinci vai adquirir controlo do aeroporto de Gatwick

(REUTERS/Peter Nicholls)
(REUTERS/Peter Nicholls)

O negócio, por 3,2 mil milhões de euros, deverá ficar fechado até ao verão.

A Vinci Airports fechou esta quinta-feira um acordo para se tornar acionista maioritária do aeroporto londrino de Gatwick por 2,9 mil milhões de libras (3.2 mil milhões de euros), refere a empresa, que detém a ANA – Aeroportos de Portugal, em comunicado.

A companhia vai adquirir 50,01% das ações do aeroporto inglês e espera concluir o negócio ao longo do primeiro semestre de 2019.

Os restantes 49,99% serão administrados pela Global Infrastructure Partners, refere o comunicado.

A Vinci Airports destaca que as oportunidades de compra de um aeroporto com a “qualidade e dimensão de Gatwick são extremamente raras”.

Gatwick é o segundo aeroporto da capital britânica e acolhe mais de 46 milhões de passageiros anualmente.

“Como novo parceiro industrial, a Vinci Airports apoiará e aumentará a eficiência operacional e o crescimento do tráfego, ao mesmo tempo que disponibilizará a sua experiência no desenvolvimento de atividades comerciais para melhorar ainda mais a satisfação e a experiência dos passageiros”, disse o presidente da empresa, Nicolas Notebaert.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes. MÁRIO CRUZ/LUSA

Famílias ficam com um pouco mais de salário ao final do mês

Miguel Almeida, CEO da NOS

Comité de Ética da NOS vai ouvir os administradores envolvidos no Luanda Leaks

O Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, discursa durante a cerimónia de tomada de posse do XXII Governo Constitucional, liderado pelo secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 26 de outubro de 2019. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

Marcelo: É bem-vindo a Portugal todo o investimento no respeito da legalidade

Vinci vai adquirir controlo do aeroporto de Gatwick