Empresas

Visa vai adquirir fintech Plaid por 5,3 mil milhões de dólares

Visa-Contactless-Card-1

A gigante dos pagamentos anunciou a aquisição da Plaid, fintech que permite a partilha de informações financeiras entre várias aplicações.

A aquisição foi anunciada esta segunda-feira, através de comunicado de imprensa: a Visa vai comprar a Plaid por 5,3 mil milhões de dólares, cerca de 4,76 mil milhões de euros, à conversão atual.

A tecnologia desenvolvida pela norte-americana Plaid, fundada em 2013, permite a partilha de informação entre várias aplicações de finanças pessoais, para que o utilizador possa ter uma visão integrada dos seus gastos. Os serviços da Plaid permitem visualizar informação de um grande número de aplicações, inclusive das populares Venmo e Transferwise.

“A Plaid tem sido líder na disponibilização desta conetividade. Hoje, uma em cada quatro pessoas com uma conta bancária nos Estados Unidos tem usado a Plaid para ligar mais de 2600 programadores de fintech entre mais de 11 mil instituições financeiras”, indica a Visa, através de comunicado.

“Estamos muito entusiasmados com a aquisição da Plaid e com a forma como aumenta a trajetória de crescimento para o nosso negócio”, indica Al Kelly, CEO e chairman da Visa.

Segundo a Visa, esta aquisição permite, através da combinação com os esforços na área das fintech, que “já estão a decorrer”, indica a Visa, colocará a empresa numa posição que permitirá “entregar maior valor a programadores, instituições financeiras e consumidores”.

A empresa nota ainda que, com esta aquisição, entra numa nova área de negócio, que funcionará também como “melhorias complementares aos negócios existentes da Visa”.

Esta aquisição estará agora sujeita a aprovação do regulador de mercado. A Visa espera que esta aquisição esteja concluída nos próximos três a seis meses.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Vista aérea da Praça dos Restauradores em Lisboa, Portugal, 24 Março de 2020. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

A economia entrou em estado de quarentena

Lisboa, 10/05/2019 - Vida do Dinheiro (DN-TSF) - Isabel Furtado, presidente da Cotec e da TMG.
Isabel Furtado
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Covid-19: “Medidas têm de ser estratégicas e não apenas imediatas e impulsivas”

Ursula  von der Leyen, presidente da Comissão Europeia. Fotografia: Kenzo Tribouillard/AFP

Comissão Europeia vai rever proposta de orçamento da UE

Visa vai adquirir fintech Plaid por 5,3 mil milhões de dólares