Vodafone com melhor desempenho na região centro

Serviços dos operadores apresentam, na generalidade, "piores desempenhos nas áreas predominantemente rurais", de acordo com o estudo realizado pela Anacom.

A Vodafone é o operador com o melhor desempenho de comunicações na região centro, com a exceção da GSM, enquanto a Meo e a NOS apresentam piores desempenhos em UMTS e em LTE, de acordo com o estudo do Anacom sobre o desempenho dos serviços móveis de voz e dados em 100 municípios e 2,2 milhões de habitantes. Serviços apresentam, na generalidade, "piores desempenhos nas áreas predominantemente rurais".

O estudo, incidindo sobre a região centro, é o quinto de um conjunto de estudos publicados em janeiro, maio, agosto e dezembro de 2020, referentes, às regiões Alentejo, Norte, Área Metropolitana de Lisboa e Algarve (NUTS II).

"Neste quinto estudo, relativo à região NUTS II do Centro, os sistemas de comunicações móveis dos operadores analisados apresentam, em média, boa cobertura rádio GSM e adequada cobertura rádio UMTS e LTE, embora se observem desempenhos diferenciados entre as tipologias de áreas urbanas, com piores desempenhos nas áreas predominantemente rurais, e entre os operadores, com a Vodafone, que regista o melhor desempenho na maioria dos indicadores analisados no estudo, a ter um pior desempenho em GSM, enquanto a MEO e a NOS apresentam piores desempenhos em UMTS e em LTE", refere a Anacom em comunicado.

O estudo - que decorreu entre os dias 4 e 18 de dezembro de 2020, tendo sido realizadas 993 chamadas de voz, 6630 sessões de dados e 591 871 medições de sinal rádio, correspondendo a aproximadamente 331 chamadas de voz, 368 sessões de dados e 65 763 medições de sinal rádio, por indicador e operador - apresenta conclusões distintas consoante o tipo de serviço de telecomunicações.

O serviço de voz apresenta um "bom desempenho global, embora com algumas diferenças entre os operadores e as tipologias de áreas urbanas", refere o regulador, que alerta ainda para a "fraca capacidade de estabelecimento de chamadas registada pela NOS e a degradação significativa do desempenho deste serviço nas áreas predominantemente rurais, nomeadamente no que toca às capacidades de estabelecimento e de retenção de chamadas".

No que toca aos dados, a Anacom aponta um "bom desempenho global, com algumas diferenças de desempenho entre os operadores e, de forma mais acentuada, entre as tipologias de áreas urbanas".

Mas no que toca às zonas rurais já não tem uma avaliação tão positiva. "As capacidades de estabelecimento e de retenção de sessões de transferência de ficheiros e a velocidade de transferência de dados, em download e em upload, apresentam uma acentuada degradação nas áreas predominantemente rurais. Quanto aos operadores, a NOS, em download, e a MEO e a NOS, em upload, registam as piores velocidades de transferência de dados", refere o regulador.

"Este indicador apresenta variabilidade muito elevada, observando-se valores máximos de cerca de 232 Mbps e 61 Mbps, respetivamente em download e upload, e mínimos de 0,012 Mbps, tanto em download como em upload, que dificultam ou impossibilitam a transmissão de dados em condições adequadas", diz ainda.

Os serviços de navegação na Internet e YouTube video streaming, e também a latência de transmissão de dados, "apresentam desempenhos inferiores, face à transferência de ficheiros, observando-se também algumas diferenças entre os operadores e, de forma mais acentuada, entre as tipologias de áreas urbanas. De uma forma geral, registam-se piores desempenhos nas áreas predominantemente rurais".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de