Telecomunicações

Vodafone mantém relação com a Huawei

Lisboa, 14/11/2017 - Mário Vaz  CEO da Vodafone Portugal, em entrevista no programa " A Vida do Dinheiro". (Leonardo Negrão/Global Imagens)
Lisboa, 14/11/2017 - Mário Vaz CEO da Vodafone Portugal, em entrevista no programa " A Vida do Dinheiro". (Leonardo Negrão/Global Imagens)

Operadora liderada por Mário Vaz acompanha posição da Vodafone relativamente à empresa chinesa, que tem sofrido bloqueios em alguns países.

A Vodafone Portugal vai manter a atual relação que tem com a Huawei. A declaração é de Mário Vaz, presidente executivo da operadora, numa altura em que países como Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia estão a bloquear as atividades da empresa chinesa, alegando questões de segurança.

“Os operadores sempre tiveram enormes preocupações com a segurança. Não temos nenhuma razão, relativamente à Huawei ou a outro fornecedor, para qualquer motivo de preocupação acrescido do que aquela que temos de ter em permanência. Se a tivéssemos, não poderíamos ter qualquer relação com esse fabricante”, referiu o gestor português esta quarta-feira, em Lisboa, à margem da apresentação da primeira ligação de 5G num telemóvel em Portugal.

Mário Vaz acrescentou: “Se houvesse alguma prova de que algo estaria mal com um dos fornecedores, naturalmente cessaríamos a ligação. Estamos a trabalhar com normalidade com os nossos parceiros.”

Nos últimos dias, a Huawei tem sido alvo do bloqueio de equipamentos de telecomunicações de nova geração (5G) de países como Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia. Em causa, estão alegadas falhas que colocam em causa a segurança nacional destes países. Também os três maiores operadores de telecomunicações do Japão ponderam não usar equipamentos de rede da Huawei e da também chinesa ZTE nas suas estratégias de implementação de redes 5G, conforme escreveu o DN Insider esta semana.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Os grupos retalhistas têm planos de novas aberturas para o próximo ano. Foto: D.R.

Em dois anos abriram em Portugal quase 300 supermercados

(Amin Chaar / Global Imagens)

CTT vai distribuir entregas urgentes da Revolut em Portugal e Espanha

Fotografia: D.R.

Fornecedores de multinacionais poluem 5,5 vezes mais

Outros conteúdos GMG
Vodafone mantém relação com a Huawei