Vodafone Portugal. Receitas recuam 12% para 535 milhões de euros

Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal
Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal

A Vodafone Portugal viu no primeiro semestre fiscal, que fechou em dezembro, recuar as receitas 12%, para 404 milhões de libras (535 milhões de euros).

No período a operadora liderada por Mário Vaz viu recuar o EBITDA de 176 milhões de libras (233 milhões de euros) para 157 milhões de libras (208 milhões de euros).

A nível de clientes móveis, a empresa fechou o trimestre com 5.207 milhões de clientes, menos 567 mil clientes que em trimestre homólogo. Sinal mais positivo surge ao nível dos clientes de banda larga, com a operadora a fechar o trimestre com 299 mil clientes, mais 127 mil do que no trimestre homólogo. A Vodafone já tem 1,4 milhões de casas com fibra ótica em Portugal. O ARPU (receita média por cliente) caiu para 11,9 euros.

A nível global, o grupo gerou receitas de 14,4 mil milhões de euros. “Atingimos mais um trimestre de melhoria das tendências de receita na maior parte dos mercados principais. O crescimento na Índia acelerou de novo”, diz, Vittorio Colao, CEO da Vodafone, em comunicado. “Na Europa melhorámos a execução comercial quer no móvel quer no fixo nos últimos trimestres, combinada com uma forte procura de dados e um ambiente de preço mais estável. As nossas recentes aquisições no cabo estão a comportar-se bem, com bons progressos na integração”, disse ainda.

A operadora tem vindo a reforçar com sua oferta triple-play, com a compra de diversas operadoras de rede fixa. Em Portugal tem vindo a expandir a sua rede fibra de modo a contrariar a quebra na área móvel.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Banco de Portugal

Bancos concederam moratórias a 741 623 empréstimos entre março e junho

Pingo Doce

PD. Sindicato quer impugnar no Tribunal “golpada” no referendo do banco de horas

Hiper Pingo Doce__00266

Sindicato leva banco de horas do Pingo Doce a tribunal

Vodafone Portugal. Receitas recuam 12% para 535 milhões de euros