Worten reestrutura em Espanha. Vende parte da operação à MediaMarkt e foca no online

Cadeia vai vender 17 lojas à MediaMarkt, que irá absorver 270 colaboradores, o que contribui para preservar 73% dos atuais postos de trabalho da Worten Espanha. O valor da operação não foi divulgado.

A Worten vai vender parte do seu parque de lojas em Espanha à MediaMarkt no âmbito de uma reorganização que visa assegurar a rentabilidade operacional positiva da cadeia de retalho eletrónica da Sonae naquele mercado já este ano. Operação aguarda luz verde da Comissão Nacional dos Mercados e da Concorrência espanhola e deverá concretizar-se no primeiro trimestre de 2021. Neste mercado, a companhia acumulava perdas, de mais de 300 milhões, desde 2008, quando comprou a cadeia Boulanger no país vizinho, o que motivou alertas do auditor.

"No atual contexto de transformação do setor, acelerada pela atual crise pandémica, decidimos fazer mudanças estruturais, para garantir resultados operacionais positivos em Espanha em 2021", diz José Vieira de Almeida, Country Manager da Worten Espanha, citado em nota de imprensa.

"Esta mudança não afeta a continuidade ou independência do nosso negócio nesta geografia, onde, a partir de agora, nos concentraremos em servir os clientes da forma mais eficiente, através do online e das lojas físicas que melhor se adaptam ao nosso modelo omnicanal em Espanha", diz ainda.

A cadeia decidiu assim vender 17 lojas à MediaMarkt, que irá absorver 270 colaboradores, o que contribui para preservar 73% dos atuais postos de trabalho da Worten Espanha. O valor da operação não foi divulgado.

"A aquisição prevista de 17 lojas Worten em Espanha encaixa-se perfeitamente nos nossos objetivos estratégicos de ser a primeira escolha como retalhista de confiança para soluções personalizadas num mundo orientado para a tecnologia", afirma Alberto Álvarez Ayuso, diretor-geral da MediaMarkt Iberia, citado em comunicado. "O acordo proposto também reflete a nossa aposta clara num compromisso com o modelo omnicanal, com 17 novas lojas para impulsionar as nossas vendas online com novos pontos de entrega e recolha de compras feitas online".

Após esta operação, a MediaMarkt contará com 7.000 funcionários na Espanha e 106 lojas físicas, aumentando a sua área comercial em 8% e fortalecendo a sua posição no retalho de electrónica de consumo, neste mercado. Em Portugal, a empresa conta com cerca de 550 colaboradores e opera 10 lojas e a loja online.

O que fica na Sonae?

Do parque de lojas da Worten Espanha, 14 serão encerradas. Nas mãos da companhia nacional ficam apenas 16 lojas físicas "com maior rentabilidade", sendo o foco o online. "A operação online em Espanha mais do que duplicou nos primeiros nove meses de 2020", refere a cadeia.

"Com este enfoque estratégico no digital e a transação anunciada, preservamos 600 postos de trabalho e reduzimos 220", refere fonte oficial da cadeia quando questionada sobre o impacto do fecho de lojas nos recursos humanos.

Com a reorganização em Espanha, a Worten mantém um volume de negócios superior a 1.000 milhões de euros e a margem EBITDA subjacente aumentará de 5,2% (registados em 2019) para mais de 6,5%, reforça a cadeia.

Em outubro passado, depois de alertas do auditor PwC sobre o impacto da pandemia na operação da cadeia em Espanha, a Worten garantia estar "comprometida com a sua operação em Espanha" e que a empresa que "alcançará a rentabilidade operacional já em 2021".

"A Worten continua comprometida com a sua operação em Espanha e continuará a desenvolver a estratégia mais adequada aos desafios do momento no mercado, honrando todos os seus compromissos", reagia na altura fonte oficial da cadeia de retalho controlada pela Sonae quando contactada pelo Dinheiro Vivo.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de