Coronavírus

Xiaomi diz ter 80% da cadeia de abastecimento operacional

Xiaomi-Mi-alpha-960x540_c

A fabricante chinesa indicou também estar confiante nas operações do mercado europeu.

Em declarações feitas através de videoconferência, o presidente da Xiaomi indicou que já está a regressar ao normal, tendo já “80% da cadeia de abastecimento” operacional, avança a Reuters.

Com o vírus a eclodir em Wuhan, na província de Hubei, na China, a Xiaomi encerrou lojas e parou linhas de produção no país. Neste momento, a empresa dá conta de que “fevereiro foi um mês desafiante”, mas que já reabriu as mais de mil lojas que tem na China.

A regressar à normalidade possível, após o período de quarentena na China, a empresa prepara-se para apresentar um novo smartphone 5G ainda este mês. O lançamento será feito através da internet.

Agora, com o surto de Covid-19 a ter o epicentro na Europa, a empresa indicou também estar confiante da performance do mercado europeu.

Com lojas em Portugal, a empresa anunciou o encerramento temporário das Mi Store, sem data de reabertura conhecida. “Depois da redução do horário laboral e da antecipação do lançamento da loja online, o Covid-19 obrigou ao encerramento temporário de todas as Mi Stores distribuídas pelo país”, destaca a empresa em comunicado. A Xiaomi tem lojas no Oeiras Parque, Braga Parque, MarShopping (Matosinhos) e ainda na Rua Sá da Bandeira, no Porto.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus turismo turistas

ISEG. Recessão em Portugal pode chegar a 8% este ano

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. JOÃO RELVAS/LUSA

Pedidos de lay-off apresentados por 33.366 empresas

coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Rendimento básico incondicional? “Esperamos não ter de chegar a esse ponto”

Xiaomi diz ter 80% da cadeia de abastecimento operacional