Ana Rita Guerra

Metaverso. A próxima obsessão de Silicon Valley

Ali pelos lados de 2006 houve uma fase de loucura com a vida simulada online, numa plataforma chamada Second Life onde as pessoas podiam dar asas à sua imaginação em experiências virtuais realistas. Este ambiente virtual 3D permeado por avatares deu-nos um cheiro do que iria ser a transição para vidas filtradas pela digitalização. Há hoje tantas formas de encarnar outras vidas online que a novidade se dissipou, mas o Second Life, criado pela Linden Lab em 1999, continua a existir como um videojogo e mantém uma certa mística.