Coronavírus

Número de mortos em Espanha ultrapassa o da China continental

Forças de segurança patrulham a capital espanhola. EPA/FERNANDO VILLAR
Forças de segurança patrulham a capital espanhola. EPA/FERNANDO VILLAR

O número de mortos em Espanha devido à pandemia de covid-19 ultrapassou hoje o da China continental, com um total de 3.434 vítimas mortais.

Segundo os números do Ministério da Saúde, Espanha registou, nas últimas 24 horas, 738 mortos com o novo coronavírus e um aumento de 7.937 no número de infetados.

Desde o início da pandemia, o país teve um total de 47.610 casos de covid-19, dos quais 3.434 morreram e 5.367 tiveram alta e são considerados como curados (datos consolidados às 21:00, uma hora menos em Lisboa, de terça-feira).

A Comissão de Saúde da China indicou ter registado, até à meia-noite na China (16:00 de terça-feira em Lisboa), 3.281 vítimas mortais.

O número de infetados diagnosticados na China continental, que exclui Macau e Hong Kong, desde o início da pandemia, é de 81.218.

Em Espanha, a região mais atingida pela covid-19 é a de Madrid, com 14.547 infetados e 1.825 mortos, seguida pela Catalunha (9.937 e 516), o País Basco (3.271 e 155) e Castela-Mancha (2.780 e 263).

Na totalidade do país, há 26.960 pessoas hospitalizadas, das quais 3.166 em unidades de cuidados intensivos.

O parlamento espanhol vai esta tarde aprovar a proposta feita pelo Governo para prolongar o atual “estado de emergência” por mais 15 dias a partir deste sábado, 28 de março.

A assembleia também irá ratificar as propostas do executivo de medidas económicas contra o impacto do coronavírus, tais como os avales públicos de 100.000 milhões de euros, a aceleração da regulação temporária do emprego ou a extensão do pagamento do desemprego.

O Congresso dos Deputados, a câmara baixa das cortes espanholas (parlamento), vai-se reunir com a presença de apenas cerca de 40 parlamentares (350 no total), votando os restantes de forma telemática.

As propostas do executivo não deverão ter qualquer problema em ser aprovadas pela grande maioria dos partidos representados, o que inclui os principais partidos de direita espanhóis, na oposição, que já manifestaram que estão ao lado do Governo na luta contra o novo coronavírus.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus turismo turistas

ISEG. Recessão em Portugal pode chegar a 8% este ano

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. JOÃO RELVAS/LUSA

Pedidos de lay-off apresentados por 33.366 empresas

coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Rendimento básico incondicional? “Esperamos não ter de chegar a esse ponto”

Número de mortos em Espanha ultrapassa o da China continental