345 Bolsas Santander Futuro lançadas em edição-supresa

Com inscrições abertas até 18 de abril, estas bolsas garantem aos estudantes universitários em dificuldades económicas que as obtenham um valor mensal entre 500 e 1.000 euros.

Não estava previsto, mas o interesse é tanto que o Santander Universidades acaba de lançar uma edição-surpresa das Bolsas Santander Futuro. Para já são 345 as vagas disponibilizadas para estudantes do ensino superior com dificuldades económicas que, apesar disso, pretendam continuar a investir no seu futuro. E tudo indica que as Bolsas Santander Futuro 2021 não ficarão por aqui: fonte do Santander Universidades informa que vai haver pelo menos mais uma edição no 3º trimestre deste ano.

"Esta edição não estava inicialmente programada, uma vez que tivemos outra edição no último trimestre de 2020, mas entendeu-se que existia uma maior necessidade e muitas IES [Instituições do Ensino Superior] optaram por avançar já, sendo de esperar que outra avancem mais tarde", comunicou o Santander Universidades.

Traduzindo, quer as IES portuguesas quer o Santander Universidades estão bem cientes de que o aperto dos orçamentos familiares provocado pelos lay-offs e encerramentos de empresas a que a pandemia obrigou poderá levar muitos jovens ao abandono dos estudos. Esta edição não-planeada das Bolsas Santander Futuro, que para já conta com a adesão de 19 IES, pretende precisamente evitar essa perda de capital humano. Mas está em curso a adesão de mais instituições.

As Bolsas Santander Futuro destinam-se a estudantes com mérito académico que queiram ingressar na faculdade ou àqueles que, sendo já universitários, pretendam terminar a sua licenciatura ou dar início ao seu mestrado, mas que não tenham meios económicos para tal.

As inscrições terminam a 18 de abril e podem ser feitas online, no site dedicado às Bolsas Santander, onde podem ser consultados todos os requisitos que é necessário reunir e o próprio regulamento das mesmas. Com valores mensais que vão dos 500 aos 1.000 euros, as 345 bolsas já disponíveis representam valor global de 205.500 euros.

Montante que necessariamente irá aumentar com mais IES a quererem participar nesta edição das Bolsas Santander Futuro. "Estamos a contar com novas calls durante este ano, porque são bolsas muito necessárias", avançou o Santander Universidades.

Estes não são os únicos apoios do Santander Universidades ao ensino superior para mitigar os efeitos adversos da situação pandémica e consequente retração da economia. As Bolsas Santander Futuro são complementadas com outras soluções patrocinadas pelo Santander que estão incluídas nos programas afetos às universidades, como por exemplo o financiamento de material de apoio aos estudos (como sejam acessos wifi, oferta de PC, etc.) ou outras ajudas sociais.

Recorde-se que o mecenato do Santander Universidades se insere no autoproclamado compromisso assumido pelo Santander Portugal de promover o ensino superior, colaborando atualmente com 50 IES e investindo mais de cinco milhões de euros por ano na área da educação. A par do Empreendedorismo e da Empregabilidade, a Educação é, aliás, um dos três eixos estratégicos do Santander Universidades.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de