Go No Go conquista E.Awards@Técnico 2020 com ideia para esterilizar caixas de supermercados

O projeto premiado recebe do Santander Universidades 2.000 euros para aplicar na sua ideia de negócio. Dois outros projetos receberam menções honrosas

Go No Go é a designação do projeto que esta quarta-feira, 16 de dezembro, saiu vencedor da cerimónia final de pitching dos E.Awards@Técnico, prémio de empreendedorismo criado em 2018 com o patrocínio do Santander Universidades, para distinguir os melhores projectos desenvolvidos na área do empreendedorismo por alunos do Instituto Superior Técnico (IST). Nesta final, pela primeira vez em versão inteiramente digital, foram também atribuídas duas menções honrosas a ideias de negócios ligadas à recolha de lixo nas cidades e à saúde mental.

O projeto que se sagrou Best E.Project (ou seja, melhor projeto de empreendedorismo) 2020 propõe uma solução rápida e eficaz para a esterilização dos tapetes rolantes das caixas de supermercado. Com a sua solução automatizada, o Go No Go poupa diversos minutos ao atendimento nas caixas, agora que a pandemia tornou obrigatória esta higienização após o atendimento de cada cliente.

Ao conquistar o principal prémio dos E.Awards@Técnico, a equipa do Go No Go recebe também o valor pecuniário de 2.000 euros financiados pelo Santander Universidades para desenvolver a sua ideia de negócio.

Vitoriosos saíram também desta final os projetos Wavean e Forgetting Dementia. Cada um deles mereceu uma Menção Honrosa, o que lhes valeu individualmente 500 euros, patrocinados pela Armilar Venture Partners, também para aplicação nos respetivos projetos.

O Forgetting Dementia concebeu um dispositivo de apoio à memória de pessoas com casos ligeiros da Doença de Alzheimer e de demência. Semelhante a uns óculos vulgares, o seu EyeMinder inclui capacidades de reconhecimento facial, proporciona lembretes diários e está ligado a uma base de dados virtual. O objetivo é ajudar os doentes no seu quotidiano e facilitar o dia-a-dia da família e dos prestadores de cuidados.

Por sua vez o Wavean pretende otimizar as operações de recolha de lixo urbano. Graças a um dispositivo instalado nos camiões, e com recurso a diversas soluções tecnológicas, nomeadamente a Internet das Coisas, os operadores do veículo são informados em tempo real acerca da lotação da capacidade do veículo e de quais os percursos mais lógicos e eficientes para as recolhas que lhe restam fazer. Enquanto isso, as entidades sanitárias acompanham toda a operação e recolhem dados para otimizar a sua gestão.

A cerimónia dos E.Awards@Técnico 2020, que teve este ano dose reforçada - foram 16 as equipas selecionadas para a final, face às habituais nove das edições anteriores -, teve início pouco depois das 17h30 desta quarta-feira e durou cerca de duas horas. O evento foi moderado pelo professor Pedro Amaral, vice-presidente do IST para as Parcerias Empresariais e o Empreendedorismo, e nela participaram, entre outras personalidades Rogério Colaço, presidente do IST, Sofia Menezes Frère, membro do júri e diretora-geral do Santander Universidades, e José Guerreiro de Sousa, responsável da Armilar Venture Partners.

No seu discurso de abertura da cerimónia, o presidente do IST sublinhou a importância deste prémio de empreendedorismo. "Para o tipo de formação que proporcionamos aos nossos estudantes, este tipo de eventos são centrais para o que é a visão que temos para o Técnico e para as pessoas que saem do Técnico e ingressam nas suas vidas profissionais e que tem a oportunidade de nelas usarem aquilo que aprenderam nesta comunidade e com este evento, que agora é possível termos com o apoio dos nossos parceiros", afirmou Rogério Colaço.

A encerrar a cerimónia, a diretora do Santander Universidades deixou um aviso. "Talvez eu contacte com alguns de vocês", disse Sofia Menezes Frère, explicando logo de seguida: "Nós acreditamos convictamente que, para se ter êxito nos novos negócios, é preciso uma força de mão-de-obra que seja simultaneamente talentosa e motivada. Isto só é possível com uma forte cultura e eu penso que vocês têm este tipo de cultura, de quererem ganhar, e penso que neste tipo de projetos vocês desenvolvem outras skills que podem usar no futuro."

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de