Mérito Científico de professora do IPCB distinguido com Prémio Santander

Pandemia impediu as comemorações do 40.º Aniversário do Politécnico de Castelo Branco, mas a presidência desta instituição não quis deixar de dar a devida relevância ao prémio, fruto da sua parceria com o Santander Universidades

A professora Teresa Albuquerque, da Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB), foi este ano a agraciada com o Prémio de Mérito Científico IPCB/Santander Universidades. A distinção foi decidida tendo em conta os desenvolvimentos e a investigação científica publicados pela docente na área das ciências geológicas.

O prémio é atribuído anualmente ao docente que mais se destacou, no âmbito das suas atividades, por uma intervenção particularmente relevante e inovadora, nos três anos anteriores à sua atribuição. Cristina Dias Neves, diretora do Mecenato do Santander Universidades, foi a representante deste programa do banco na mesa do júri.

A entrega do prémio decorreu numa cerimónia simbólica, que também assinalou o 40.º Aniversário do IPCB, a 25 de novembro, cujas comemorações foram canceladas devido à pandemia. Na página do IPCB na internet, o presidente do instituto, António Fernandes, na sua mensagem de celebração daquela data lamenta que o atual contexto pandémico tenha impedido "a realização de algumas das iniciativas programadas" , nomeadamente a sessão solene de entrega de prémios académicos e de mérito. Mas não deixa passar a efeméride sem afirmar que "o IPCB é uma referência incontornável, rigorosa e interventiva, no desenvolvimento da região e do país"

O responsável aproveita também a oportunidade para salientar o que de melhor o seu instituto foi conseguido fazer, face às limitações impostas pelos tempos. "Durante esta crise pandémica o IPCB tem demonstrado capacidade na adaptação e transformação digital e, com sucesso, assegurámos o funcionamento da nossa atividade nas diferentes valências durante o segundo semestre do ano letivo 2019/20"afirma António Fernandes.

Apesar de estar ciente das "sérias dificuldades" e "momentos difíceis" que aguardam o Politécnico de Castelo Branco, o seu presidente sublinha que, "no presente ano letivo, já ingressaram nas licenciaturas do IPCB mais de 1200 novos estudantes". Um aumento face a 2019 que, pelas suas contas, praticamente duplica o aumento de matrículas registado de 2018 para 2019.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de