Uma dúzia de Bolsas Santander atribuídas em escola superior do Porto

Em termos globais, foram entregues 7.000 euros a 12 estudantes para que possam fazer face a dificuldades financeiras e não abandonar os estudos.

Para entrar em 2021 com nota positiva, a Escola Superior de Educação Paula Frassinetti, no Porto, atribuiu em dezembro último uma dúzia de Bolsas Santander Universidades aos seus alunos. Em jogo está a entrega, ao todo, de 7.000 euros a estudantes com dificuldades económicas, para que não abandonem os seus cursos.

As bolsas atribuídas vão aplicar-se no ano letivo de 2020/2021, agora em curso. Das 12 formalmente entregues, quatro são Bolsas de Apoio Social Santander Universidades, no valor de 750 euros. Criadas para proporcionar auxílio a estudantes com mérito, mas que estejam a passar por dificuldades económicas, este instrumento tem sido muito utilizado pelas Instituições do Ensino Superior (IES) parceiras do Santander Universidades no contexto da atual crise pandémica.

As oito restantes são Bolsas Santander Futuro, no valor de 500 euros. O objetivo é apoiar os universitários que pretendam prosseguir ou terminar os seus estudos no 1.º ou 2.º ciclo - respetivamente, licenciatura e mestrado - dos seus cursos superiores e impedir o abandono dos estudos.

As Bolsas Santander Futuro foram lançadas pela primeira vez em 2019 e, no ano passado, foram atribuídas cerca de 800 nas 50 IES que beneficiam do mecenato Santander. Em 2021 prevê-se que sejam atribuídas entre 1.200 e 1.400 destas bolsas.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de