Há moedas de 1 cêntimo a valer 2500 euros. Veja se tem alguma

Trabalhador da Casa da Moeda italiana gravou moedas erradamente de forma propositada. Num leilão, uma delas foi arrematada por 6.600 euros.

Há moedas de 1 cêntimo a valer uns bons milhares de euros. Neste caso, o valor não se prende com o facto de serem moedas comemorativas ou de edição limitada, mas sim com um erro de gravação. E algumas podem chegar a valer mais de 2500 euros.

O caso mais conhecido é de 2002, quando a Casa da Moeda italiana começou a emitir moedas de 1 cêntimo do mesmo tamanho que as de 2 cêntimos. Ou seja, com um diâmetro ligeiramente maior. Mas havia outra diferença: estas moedas tinham, de um lado, a impressão normal de 1 cêntimo e, do outro, o habitual Castel del Monte havia sido substituído pelo Mole Antonelliana, em Turim.

O Ministério Público de Itália levou a cabo uma investigação e verificou que um trabalhador tinha, propositadamente, introduzido a base das moedas de dois cêntimos nos kits de um cêntimo, com o objetivo de lucrar com isso no mercado dos colecionadores. Uma parte das moedas foi recolhida, mas ainda existem exemplares em circulação.

Uma destas moedas foi arrematada por 6600 euros num leilão em Itália, em 2013. O valor justifica-se pela singularidade da moeda, que é considerada uma obra-prima no mercado dos colecionadores. Este lote de seis moedas leiloadas pela empresa numismática de Turim, Bolaffi, que levou 11 anos a reclamar a legitimidade da sua posse na justiça, tinha um valor base de 2500 euros por cada uma das moedas. Não se sabe, no entanto, quantas ainda estão em circulação e onde.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de