Mais de 1500 pessoas participaram nas Experiências de Mobilidade em Carcavelos

Conduzir carros elétricos de gama alta, ter experiências de realidade virtual e habilitar-se a ganhar uma scooter elétrica é possível até domingo no Passeio Marítimo de Carcavelos

Miúdos e graúdos, ninguém resistiu este sábado às Experiências de Mobilidade por onde passaram mais de 1500 visitantes. Os adultos aventuraram-se na condução de carros elétricos, os mais novos divertiram-se a guiar karts a pedal e a aprender algumas regras de trânsito. E todos descobriram que a pedalar também se pode fazer e beber um sumo de fruta. São várias as atrações que convidam a uma visita ao evento do Portugal Mobi Summit, no Passeio Marítimo de Carcavelos, aberto a todos desde as 10 às 18 horas de domingo.

Mas se os carros chamam e muito a atenção - afinal são da Volvo, BMW e Mini - há uma moto que também não passa nada despercebida e espera por novo/a dono/a. É mais um desafio da EDP Comercial no âmbito do seu programa Planeta Zero e vai ser sorteada ao fim do dia de domingo.

A scooter elétrica da Wyze, modelo Unu, apresenta-se como mais um meio de deslocação sustentável e é mais uma forma da operadora incentivar a mudança de hábitos de mobilidade. "É muito importante para a EDP dar informação à população para termos melhores hábitos e o programa do Planeta Zero é mesmo isso também. Aqui [em Carcavelos], temos uma scooter elétrica que vai ajudar quem ganhar a adotar uma mobilidade mais sustentável e passar a usar energia verde", referiu Rosa Amado, da equipa do Planeta Zero, da EDP Comercial. Para ganhar basta adivinhar quantas peças têm o veículo, explica. "Ninguém sabe, o próprio fornecedor teve de ir fazer contas, mas quem adivinhar, leva esta moto", adiantou.

O 'Planeta Zero' arrancou há cerca de um ano e Rosa Amado não hesita em considerar um sucesso: "Tem tido uma adesão incrível. As pessoas interagem muito com o programa, querem aprender, fazem parte dos workshops, participam nas iniciativas e nos desafios que nós propomos e, com um ano de vida, tem meio milhão de utilizadores, o que nos deixa muito orgulhosos e muito contentes com a vontade das pessoas aprenderem mais e serem mais sustentáveis."

E a plataforma vai continuar a ser reforçada. "Na parte da eficiência energética damos cada vez mais ferramentas para os clientes perceberem como é que estão, como é que se comportam e pontuamos os melhores", referiu, realçando que haverá mais novidades em breve.

A mobilidade elétrica "é uma aposta muito grande da EDP e tem, por isso, um espaço muito importante no nosso programa. As pessoas que têm mobilidade elétrica da EDP Comercial movem-se a energia verde, renovável. Nós premiamos esse bom hábito. Ganham pontos, sobem de nível e ganham mais benefícios e mais experiências exclusivas. Podem ser sorteios incríveis como de um carro elétrico ou de um fim de semana exclusivo num eco resort, temos uma variedade enorme de soluções e benefícios", salientou a responsável.

Aprender de forma lúdica
Trata-se de premiar os bons hábitos, que devem começar o mais cedo possível. Os três filhos de Madalena e Ricardo Salvaterra aproveitaram o habitual passeio de fim-de-semana junto à praia para terem uma manhã diferente nas Experiências Mobi Summit. Não falharam nada. Entre os desafios da realidade virtual e do fabrico de sumo a pedalar, propostos pelo Global Media Group, e, claro, os karts da Escolinha de Trânsito" da MobiCascais, iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Cascais, foram a todas.

Muito divertimento, mas com um lado lúdico que agradou aos pais. No seu quotidiano já há uma tentativa de procurar que os filhos tenham hábitos amigos do ambiente. Marta, de nove anos, contou como tem atenção à reciclagem, por exemplo. Mas quanto à mobilidade deixou o desabafo de como gostava mais quando ia para a escola de trotinete. Uma mudança de casa obrigou a que a escolha seja agora o carro. Porém, Madalena explicou que com os autocarros gratuitos de Cascais, essa será uma escolha tanto para Sebastião, o mais velho, de 11 anos, como para Marta.

"Adoro estas iniciativas. São muito importantes para eles experimentarem atividades diferentes e sendo de uma forma lúdica têm uma aprendizagem que no dia-a-dia se calhar nós pais não temos maneira de proporcionar. Como por exemplo fazer um batido a andar de bicicleta. O meu filho queria ter uma máquina daquelas em casa! E terem estes carrinhos e assim aprenderem a respeitarem-se na estrada", salientou Madalena, educadora de infância, de 39 anos.

Matilde, de quatro anos, também participa juntamente com os irmãos. "Procuramos que eles tenham atividades de ar livre. Que andem de bicicleta, skate, trotinete, patins e que, por um lado estão a fazer desporto, por outro estamos a fazer algo em prol do ambiente. De futuro poderá eventualmente servir para que usem estes meios para deslocações e que de momento são de lazer e desporto", referiu Ricardo, engenheiro geógrafo, de 42 anos.

Ricardo acrescenta que já há um interesse natural dos filhos nas questões do ambiente, algo que lhes é incutido não só em casa, mas também na escola.

Quanto aos pais e perante a escolha de carros elétricos nas Experiências Mobi Summit, não negam o desejo de um dia escolherem um veículo destes, mas para uma família numerosa - há mais uma menina a caminho - admitem que as opções ainda não são o que gostariam de ter.

Também Rute e Jorge Soares ponderam ter um carro elétrico. A contabilista de 42 anos desloca-se habitualmente em transportes públicos, já o marido conduz um veículo a gasóleo. "Por isso estou a pensar mudar, se possível, para um 100% elétrico. Sem dúvida que é um passo a dar", disse o advogado de 44 anos. No momento da conversa preparavam-se para pedalar para fazer o seu sumo. Preferem a corrida à bicicleta a nível de prática desportiva, mas olhando para este meio como possível meio de transporte, Jorge Soares considera que será um processo natural que, havendo condições, se torne cada vez mais uma opção entre os mais jovens.

O casal tem dois filhos, de 13 e 10 anos, e Rute frisou como se preocupa com o planeta que vão ter no futuro. Revelou, aliás, que também as duas crianças já demonstram atenção para as questões ambientais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de