programação

Academia de Código nos Estados Unidos até final do ano

Academia de Código foi fundada em 2015. Fotografia: DR
Academia de Código foi fundada em 2015. Fotografia: DR

Presente em 140 países, a Codeplace conta com uma carteira de mais de 70 mil alunos.

A Academia de Código prepara-se para começar a dar formações de programação nos Estados Unidos até ao final do ano. Isto será possível porque a startup fundada em 2015 comprou a Codeplace, plataforma online onde programadores e empresas criam as suas próprias escolas de programação. Contactada pelo Dinheiro Vivo, fonte oficial da Academia de Código não revelou o montante da operação.

“Há anos que seguíamos o excelente trabalho do Tiago Martins e da sua equipa, primeiro na Stuk.io e depois na Codeplace. Acreditamos no canal online como complemento à nossa oferta e na criação de leads [entradas] para os nossos bootcamps, especialmente com a nova versão de Ruby 5 que vem facilitar a introdução à programação para iniciantes”, refere João Magalhães, líder da Academia de Código, em nota enviada às redações.

Liderada por Tiago Martins, a Codeplace – que começou como Stuk.io em 2013 – recebeu um investimento de 700 mil euros em 2015. Presente em 140 países, a Codeplace conta com uma carteira de mais de 70 mil alunos.

A Academia de Código iniciou as suas formações em Lisboa e no Fundão e já realizou programas experimentais na Grécia, Itália e Polónia nos últimos dois anos.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Vieira da Silva e Cláudia Joaquim
Fotografia: Leonardo Negr‹ão / Global Imagens

300 mil recibos verdes abrangidos pelas novas regras de desconto

José Filomeno dos Santos fotografado como presidente do Fundo Soberano de Angola. Fotografia: Medium

Filho de José Eduardo dos Santos está em prisão preventiva

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral. (Fotografia: José Coelho/ Lusa)

Caldeira Cabral anuncia abertura de Call para o Turismo com 18 milhões

Outros conteúdos GMG
Academia de Código nos Estados Unidos até final do ano