Alojamento local

Alojamento local: Britânicos da GuestReady compram empresa do Porto

Vanessa Vizinha, diretora-geral da GuestReady para o  mercado português.
Vanessa Vizinha, diretora-geral da GuestReady para o mercado português.

Oporto City Flats geria mais de 50 unidades de alojamento local na cidade Invicta, que passam para a empresa britãnica, assim como os funcionários.

Os britânicos da GuestReady chegaram no final de novembro a Portugal com uma nova solução para o alojamento local: disponibilizam aos proprietários destas habitações uma oferta chave na mão para gerir estes espaços. Menos de um menos depois, a GuestReady anunciou a sua primeira aquisição em solo português: a empresa de gestão de alojamento local Oporto City Flats e os seus mais de 50 apartamentos vão passar para a empresa britânica.

A operação foi anunciada esta quinta-feira por um montante não identificado e permite à empresa britânica passar a gerir cerca de 100 habitações dedicadas ao alojamento local.

“A cidade do Porto possui um potencial tremendo para o alojamento local e a Oporto City Flats é um excelente exemplo de como a aposta na qualidade e na gestão profissional podem tornar este negócio sustentável e benéfico para os proprietários, para os hóspedes e para os habitantes das cidades”, destaca Vanessa Vizinha, diretora-geral da GuestReady para o mercado português.

Vanessa Vizinha, diretora-geral da GuestReady para o mercado português.

Vanessa Vizinha, diretora-geral da GuestReady para o mercado português.

Construímos um negócio forte ao longo dos últimos anos, mas atingimos um nível em que a tecnologia se tornou num fator essencial para conseguirmos crescer. Ficámos impressionados com a plataforma e a tecnologia da GuestReady, já que permite que os negócios sejam redimensionados rapidamente, ao mesmo tempo que melhoram as avaliações dos hóspedes e aumentam o retorno para os proprietários”, refere Miguel Martin dos Santos, co-fundador e diretor-geral da Oporto City Flats.

Com esta operação, a GuestReady reforça o compromisso de “criar 30 postos de trabalho diretos e chegar às 200 casas geridas em Portugal até ao final de 2019”.

A GuestReady oferece um conjunto de serviços na área financeira, marketing, logística, comodidades, limpeza e manutenção de propriedades. Também garante que os anúncios são publicados em todas as plataformas de alojamento local, gere a sua imagem e ainda tenta maximizar o preço cobrado aos hóspedes.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Lisboa-19/12/2019  - Conferencia de Antonio Mexia ,CEO da EDP. 
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)

Chinesa CTG vende 1,8% da EDP

A ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva (C), acompanhada pelo secretário de Estado Adjunto, do Trabalho e da Formação Profissional, Miguel Cabrita(D) e pela secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdadepela (D), Rosa Monteiro, durante a reunião da Comissão Permanente de Concertação Social, em Lisboa, 26 de fevereiro de 2020. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Governo propõe licença parental paga até um ano no trabalho em part-time

O ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Novo Banco: Estado como acionista só dilui posição do Fundo de Resolução

Alojamento local: Britânicos da GuestReady compram empresa do Porto