Hotelaria

Ana Peralta: “Wifi é determinante para turistas escolherem hotel”

ng4342643

Quais são as características mais importantes para a escolha de um quarto numa determinada cidade? Acessibilidade, proximidade de espaços de diversão ou piscina são algumas dos items mais referidos. Mas a internet sem fios também está a ganhar terreno, defende a responsável da PT Portugal pelas ofertas na área do Turismo e Hotelaria, Ana Peralta.

Nove em cada dez turistas dizem que o wifi é determinante para escolher o hotel“, adiantou Ana Peralta na conferência Portugal 2020, a decorrer esta terça-feira em Faro. As empresas devem, defende a responsável, “aumentar a interação com o cliente e acompanhá-lo no seu percurso. O turista é maior do que a viagem e as experiências devem estar de acordo com a conveniência tecnológica”.

Área cada mais debaixo do olhar das marcas responsáveis pelo setor das dormidas. “As empresas estão sensibilizadas para esta realidade, sobretudo as pequenas e médias empresas”.

As novas tecnologias de informação, além da eficiência, também podem alterar as funções dos funcionários de um hotel. “É possível manter canais de prestação de serviços e libertar funcionários para funções com maior valor acrescentado”.

A criação de canais online, de quiosques virtuais, ou de balcões de informação pela Internet são alguns dos exemplos indicados por Ana Peralta. Estes elementos visam promover a interação com o cliente. Mas são soluções que vão “muito além do wifi e da página na Internet”.

“É preciso criar infraestruturas partilhadas para haver um aumento de receitas das entidades”. Soluções “cada vez mais olhadas como um investimento e não um custo. “Têm de significar qualidade de atendimento online igual ou superior ao feito presencialmente” nos hotéis, sentencia.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Mário Centeno 
(EPA-EFE/PATRICIA DE MELO MOREIRA)

Lentidão nos reembolsos fazem disparar IRS em plena crise

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (C), acompanhado pelo ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno e pelo presidente da CP, Nuno Freitas (E), na assinatura do contrato de serviço público entre o Estado e a CP, na Estação do Rossio, em Lisboa, 28 de novembro de 2019. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

CP sem contrato com Estado só tem dinheiro até junho

avião da TAP

PS desafia TAP a corrigir plano de rotas áreas que “lesa interesse nacional”

Ana Peralta: “Wifi é determinante para turistas escolherem hotel”