André Jordão: "Sei que vou dar de volta à comunidade" este prémio

Fundador da Barkyn venceu o prémio João Vasconcelos. Pretende dar o prémio à comunidade de empreendedorismo como forma de homenagem.

André Jordão, fundador e CEO da Barkyn - startup que tem um serviço de subscrição para animais de estimação que inclui alimentação personalizada e veterinário à distância - foi o vencedor da segunda edição do prémio João Vasconcelos - Prémio Empreendedor do Ano. O empreendedor - que é também mentor em vários hubs de empreendedorismo portugueses como a Startup Braga, a UPTEC ou o Programa da Google para Startups - dedicou o galardão à sua equipa e prometeu 'devolve-lo' à comunidade de empreendedorismo nacional.

"Sinto-me muito orgulhoso especialmente pela homenagem que este prémio significa. O João Vasconcelos era uma pessoa que admirava por ser uma pessoa de fazer e apaixonado por Portugal e pelas pessoas que fazem. Fiquei surpreendido porque os outros nove finalistas têm muita qualidade", começou por dizer aos jornalistas André Jordão.

Os restantes finalistas deste prémio, que vai na segunda edição, foram: António Trincão, da Youcanevent, Fabiana Clemente e Gonçalo Martins Ribeiro da YData; Hélder Silva, da Newton.ai; Hugo Venâncio, da REATIA; Marcelo Lebre, da Remote; Nuno Brito Jorge, da GoParity; Nuno Fonseca, da Sound Particles; Ricardo Costa, da LOQR; e Sebastião Queiroz e Mello, da The Code Venture Group.

André Jordão mostrou-se ainda "muito orgulhoso pela minha equipa, porque foram eles que conseguiram o prémio". Confessou que ainda não sabe como, mas que quer devolver o prémio de dez mil euros à comunidade. "Sei que vou dar de volta à comunidade, nem que seja investindo simbolicamente esse dinheiro numa startup ou criando um pequeno movimento pró-tecnologia".

Presente em três mercados - Portugal, Espanha e Itália - o empreendendor admite que um dos objetivos em cima da mesa da empresa é crescer "o mais possível e sermos um player dominante agora nos 3 paises em que estamos". Outra das metas da empresa é "investir muito em tecnologia, que é algo em que nossa indústria tem um défice; numa tecnologia que seja escalável e que possa ser aplicável a outros verticais", ou seja que possa ser aplicada em outras áreas do comércio eletrónico.

A Barkyn conta com uma equipa de 40 pessoas e André Jordão admite que possa crescer ainda durante este ano e em 2021.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de