AssetFloow recebe 100 mil euros de investimento e vai triplicar equipa

Solução de inteligência artificial para analisar como os consumidores movimentam-se dentro de uma loja vai contratar três pessoas em janeiro e mais 12 no segundo trimestre de 2022.

Nascida em Lisboa no início de 2020, a AssetFloow é uma startup que desenvolveu uma solução de inteligência artificial para analisar como os consumidores movimentam-se dentro de uma loja mas sem usar sensores ou câmaras. A tecnologia já começou a convencer o mercado: a empresa recebeu um investimento de 100 mil euros da AI Startup Incubator de Praga, segundo anúncio feito em comunicado.

Com operações em Portugal, Espanha, Áustria e Reino Unido, a empresa vai aproveitar a primeira injeção de capital para expandir a tecnologia para a Europa Central e o Brasil, em parceria com a Algar Telecom.

O investimento também vai permitir aumentar a equipa de forma significativa. Depois de terminar 2021 com três elementos, a AssetFloow vai contratar mais três pessoas, segundo a presidente executiva, Katya Ivanova.

Os números não ficam por aqui: "no segundo trimestre de 2022 estamos a planear triplicar a equipa. Queremos ter duas equipas de desenvolvimento, uma em Lisboa e outra no Porto" Ou seja, a empresa poderá chegar a meados de 2022 já com 18 trabalhadores.

A ideia para esta startup foi de Katya Ivanova, mas o desenvolvimento da propriedade intelectual e da plataforma ficou a cargo de Ricardo Santos, o outro co-fundador.

Atualmente, a AssetFloow trabalha já com retalhistas e armazén. Também há clientes que gerem centros comerciais, "onde usam a AssetFloow para prever a ocupação de pessoas nas diferentes zonas e a sua influência na qualidade do ar e na temperatura, de forma a otimizar o consumo dos sistemas de ar condicionado", explicou ao Dinheiro Vivo a líder da empresa em dezembro de 2020.

Mas as potencialidades desta tecnologia podem ser utilizadas para uma ampla variedade de espaços: desde museus, passando por aeroportos, hotéis e estádios.

Segundo a empresa, o mercado de analíticas avançadas poderá alcançar um valor de mercado de 11,1 mil milhões de dólares até 2025, o equivalente a 9,85 mil milhões de euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de