Fazedores

Automaise. Inteligência para dar melhores respostas aos clientes

Ernesto Pedrosa, líder e co-fundador da Automaise, fotografado no escritório, em Braga. (Gonçalo Delgado/Global Imagens)
Ernesto Pedrosa, líder e co-fundador da Automaise, fotografado no escritório, em Braga. (Gonçalo Delgado/Global Imagens)

Carlos Oliveira e Ernesto Pedrosa fundaram em Braga uma plataforma para acelerar a tomada de decisão pelas empresas junto dos consumidores.

A Automaise utiliza a inteligência artificial para que as empresas dêem melhores respostas aos clientes. Fundada em outubro de 2017, esta startup de Braga conta com uma equipa de 15 pessoas e já captou o interesse da Altice, CTT, Continente Online e Leroy Merlin. No final deste ano, vai fechar uma nova ronda de investimento, de vários milhões de euros.

Carlos Oliveira e Ernesto Pedrosa são os experientes fundadores da Automaise. Os dois fazedores conhecem-se há mais de uma década, desde os tempos da MobiComp, tecnológica portuguesa que foi comprada pela Microsoft em 2008. Depois dessa operação, voltaram a trabalhar juntos noutros projetos.

Em meados de 2017, aperceberam-se da oportunidade de “colocar a inteligência artificial ao serviço de qualquer empresa que queira automatizar os seus processos”, nota Ernesto Pedrosa em entrevista ao Dinheiro Vivo.

A solução da Automaise vai muito para lá dos bots, ou seja, os sistemas que respondem automaticamente aos clientes através de um chat. Exemplo disso é a criação de uma plataforma “assente em machine learning” e que reúne os contactos dos clientes realizados por texto ou por voz.

A startup de Braga também tem soluções que ajudam as empresas a lidarem com dados e que “muitas vezes apenas são um custo”. Com uma interface de inteligência artificial, é possível automatizar os processos de pré-adesão aos seguros de saúde. “Temos respostas mais rápidas para 60% dos casos e com uma margem de erro inferior aos humanos.”

Startups. O tanque dos tubarões pode esperar?

O nascimento da Automaise deu-se depois de várias conversas entre julho e agosto de 2017. Questionámo-nos: “Como é que a indústria não está a aplicar a inteligência artificial? Porque não há uma automação mais rápida da inteligência artificial?”

Dessa reflexão, os dois fundadores aperceberam-se de que havia “distanciamento entre a investigação e a indústria, devido à complexidade dos algoritmos e a escassez de pessoas especializadas”.

A startup começou com capital próprio suficiente para contratar os primeiros trabalhadores, sobretudo na área tecnológica. Poucos meses depois, em maio de 2018, assinaram o primeiro contrato, com a Altice. “Ter uma rede de contactos ajudou-nos a conquistar os primeiros clientes”, reconhece Ernesto.

A primeira ronda de investimento externo foi fechada em agosto do ano passado. Foram obtidos 500 mil euros em ronda pre-seed liderada pelo laboratório Bright Pixel e pela capital de risco Armilar.

Já neste ano, a Automaise está a evoluir para a indústria dos pagamentos. No mês passado, ganharam o programa de aceleração da Prio. Em conjunto, vão criar um “esquema dinâmico de preços dos combustíveis no retalho com base em inteligência artificial”.

A plataforma de Braga também quer automatizar a consulta de saldos e movimentos, facilitar o pagamento de faturas e o carregamento de cartões de telemóvel, “sem ter de esperar por outros operadores”.

Até ao final deste ano, a Automaise quer levantar uma ronda de investimento seed, “de vários milhões de euros”, para escalar o negócio no estrangeiro e ampliar a equipa de vendas, marketing e engenharia. “2021 vai ser o ano em que vamos começar a ficar conhecidos”, ambiciona o co-fundador.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Arquivo/ Global Imagens

Transações de casas caíram 35,25% em abril. Preços começam a abrandar

(João Silva/ Global Imagens)

Estrangeiros compraram menos casas em Portugal em 2019. Preço por imóvel subiu

dgs covid portugal coronavirus

Mais cinco mortos e 463 infetados por covid-19 em Portugal

Automaise. Inteligência para dar melhores respostas aos clientes