startups

Beta-i em digressão pelo país à procura de startups

Pedro Rocha Vieira, diretor da Beta-i.
(Leonardo Negr‹ão / Global Imagens)
Pedro Rocha Vieira, diretor da Beta-i. (Leonardo Negr‹ão / Global Imagens)

A Tour arrancou no dia 9 de janeiro na IEUA de Aveiro e vai terminar na quinta-feira, dia 25, no Founders Founders, no Porto.

Não é em bicicleta, mas não deixa de ser uma volta a Portugal. A Beta-i está em digressão pelo país para divulgar os seus programas de aceleração e ajudar a potenciar o tecido empreendedor de cada região. “O ecossistema de Lisboa está nas bocas do mundo, mas se realmente queremos concorrer e afirmar-nos como um dos principais players globais, Lisboa não chega. Precisamos de Portugal inteiro – de Viana do Castelo à ponta de Sagres, de Lisboa à Covilhã – envolvido e a trabalhar de forma colaborativa”, explica ao Dinheiro Vivo Rodrigo Zwetsch, Comunity Manager da Beta-i e um dos organizadores da Tour.

Leia aqui: Live Electric Tours vai representar Portugal na “Eurovisão das Startups”

A digressão arrancou no dia 9 de janeiro na IEUA de Aveiro e vai terminar na quinta-feira, dia 25, no Founders Founders, no Porto. Pelo caminho, estavam marcadas cinco paragens: em Évora, Covilhã, Coimbra, Braga e no UPTEC, também na Invicta. “O Beta-i Tour é um dos projetos mais ambiciosos e queridos para a Beta-i” sublinha o responsável. “Apesar da nossa reconhecida ambição internacional e global, um dos motivos que nos fez começar há oito anos foi a vontade de apoiar e dar oportunidades aos empreendedores portugueses”.

Em cada um dos locais, Rodrigo Zwetsch e Gualberto Pastor, Program Manager do Lisbon Challenge e outro dos organizadores da iniciativa, realizam workshops onde ensinam “os conceitos essenciais a qualquer empreendedor, como técnicas e estratégias de como fazer o pitch perfeito; como abordar um investidor; ou ainda a importância de fazer uma análise da concorrência”. Para além disso dão a conhecer os diversos programas que a Beta-i tem para fazedores. Neste momento, há três iniciativas em curso: o Lisbon Challenge, o principal programa de aceleração da organização; o Global Impact Challenge, que quer levar uma startup a Silicon Valley para trabalhar com a Google e a NASA; e o Free Electron, para empresas da área da sustentabilidade e energia.

Leia aqui: Madeira arranca com retiro para dez startups internacionais

Esta é a segunda edição da Beta-i Tour e, devido ao sucesso da primeira digressão, conta com mais cidades e mais conteúdos. “Atualmente, ter uma boa ideia de negócio não chega. O know how e a ligação aos vários stake holders são essenciais para o sucesso de uma startup e é nisso que queremos ajudar”, indica Rodrigo Zwetsch.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

O empresário Joe Berardo à chegada para a sua audição perante a II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco, na Assembleia da República. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

A “golpada”, a falta de património e o risco todo no lado da CGD

Luís Castro Henriques .
(PAULO SPRANGER/Global Imagens)

Luís Castro Henriques: “Portugal já não é um país de burocratas”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Beta-i em digressão pelo país à procura de startups