Beta-i

Beta-i junta-se a espanhola Tetuam Valley para dominar Península Ibérica

O objetivo, no futuro, é que as organizações trabalhem sob a mesma marca.

Parceiras há vários anos, a aceleradora de empresas Beta-i e a espanhola Tetuan Valley decidiram desenvolver uma estratégia conjunta, para se tornarem na maior referência da Península Ibérica em programas de inovação e empreendedorismo.

Anunciada hoje, a pareceria vai assentar em três eixos: programas corporativos, programas de pé-aceleração e investimentos em startups de Madrid. Em comunicado, a Beta-i assume que já tem projetos em vista e que esta operação pretende reforçar a aposta da organização no mercado espanhol.

Não é a primeira vez que a aceleradora olha para Espanha. Recentemente foi lançado o Cork Challenge Barcelona, de outubro a dezembro de 2016, um programa em parceria com a Corticeira Amorim. Agora com a Tetuan Valley, o objetivo é aprofundar a presença ibérica das duas organizações e, no futuro, chegar até a trabalhar sob uma única marca.

“Tanto a Beta-i como a Tetuan Valley apresentam longos currículos no que toca a trabalhar com startups, e a executar programas de empreendedorismo. A Beta-i mais focada nos programas de aceleração e em projetos de inovação corporativa, e a Tetuan Valley mais centrada em programas de pré-aceleração, fase de ideias e formação. Ao juntar estas duas valências específicas, a ideia é gerar uma proposta complementar, que nos permita tirar partido dos respetivos ‘know-hows’, no mercado ibérico”, explica Pedro Rocha Vieira, cofundador e CEO da Beta-i.

Karel Escobar, CEO da Tetuan Valley, acrescenta: “Trabalhei pessoalmente com a Beta-i ao longo dos últimos dois anos, e ficou claro que agora é uma boa altura para unir esforços e passar a falar a uma só voz. Com um forte património tanto em Portugal como Espanha, vejo grande potencial para colaborar com grandes empresas que operem em ambos os mercados, e que sejam sensíveis às questões da inovação interna”.

Um dos primeiros programas a acontecer sob esta aliança será o EDP Starter Acceleration, destinado apenas a startups espanholas, que arranca no início de fevereiro e se estende até 25 de maio.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Alberto Souto de Miranda
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Governo. “Participar no capital” dos CTT é via “em aberto”

Congresso APDC

“Temos um responsável da regulação que não regula”

Congresso APDC

Governo. Banda larga deve fazer parte do serviço universal

Outros conteúdos GMG
Beta-i junta-se a espanhola Tetuam Valley para dominar Península Ibérica